nsc
    nsc

    portos 

    Antaq mantém cobrança por serviço de entrega nos portos de Santa Catarina

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    15/04/2020 - 13h11 - Atualizada em: 15/04/2020 - 14h07
    Navios em Itajaí e Navegantes (foto: Luiz Carlos Souza)
    Navios em Itajaí e Navegantes (foto: Luiz Carlos Souza)

    A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) negou um pedido de liminar para suspender a cobrança do Serviço de Segregação e Entrega (SSE) em terminais portuários de Santa Catarina. A ação foi movida pelo Sindicato das Empresas Operadoras de Terminais Retroportuários de Itajaí e Região (Sinter).

    O serviço corresponde à movimentação das cargas entre o pátio e o portão do terminal, incluindo o trânsito aduaneiro. A carga é disponibilizada para carregamento até 48 horas após o desembarque.

    A entidade pediu à Antaq que estabelecesse um teto para a cobrança do serviço, que também é chamado de THC2. A agência entendeu, no entanto, que a regulação de preços é uma medida extrema, e que a definição de valores está apoiada no princípio da livre concorrência. O relator, Francisval Mendes avaliou que qualquer interferência da agência poderia prejudicar a sustentabilidade dos portos e dificultar os investimentos necessários para a manutenção da atividade. A Antaq entende que a cobrança não é abusiva e afastou a possibilidade de "duopólio", apontada pelo Sinter na movimentação de contêineres em SC. A agência considerou que há outros terminais de contêineres próximos, que competem pelas mesmas cargas.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas