nsc
    nsc

    Pandemia

    Áudio bizarro vaza e irrita vereador de Balneário Camboriú: 'Isso está a casa da mãe Joana'

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    21/05/2020 - 15h06 - Atualizada em: 21/05/2020 - 20h17
    Vereador Marcelo Achutti se irritou com áudio vazado (foto: Reprodução)
    Vereador Marcelo Achutti se irritou com áudio vazado (foto: Reprodução)

    A opção de home office na Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú resultou em uma saia-justa na sessão de quarta-feira à noite, protagonizada pelo vereador Roberto Souza Junior (MDB). Um áudio do parlamentar, de conteúdo inusitado, vazou acidentalmente e causou constrangimento no Legislativo.

    O vereador Marcelo Achutti (PP), que participava presencialmente da sessão, falava ao microfone no momento em que foi interrompido pela fala de Roberto: "Está coçando o p** mesmo, olha o cheiro que fica".

    Achutti volta a falar, e é interrompido novamente: "Imagina na calça, o cheiro que fica".

    O vereador Marcelo Achutti se irritou. O vídeo da sessão mostra que ele gesticula e se reporta ao presidente da Câmara, vereador Omar Tomalih (PSB). O áudio, no entanto, está desligado. Quando retorna, capta parte da reclamação do parlamentar: "Isso aqui está a casa da mãe Joana".

    O vereador Roberto diz que só soube do áudio vazado nesta quinta-feira (21) pela manhã. Ele afirmou que as falas diziam respeito ao filho pequeno. Ele conversava com a mulher sobre o uso de uma pomada na criança.

    - Meu filho pulou em cima de mim, e acredito que tenha ligado o áudio. Foi um mal entendido, a fala não tem maldade.

    Roberto diz que se sentiu constrangido quando soube do vazamento, e pediu desculpas aos outros vereadores nesta quinta por ter atrapalhado a sessão.

    Não ouviu

    O vereador Achutti disse que, no momento em que se irritou, não tinha entendido o conteúdo da fala de Roberto. Reclamava do barulho e da intervenção indevida. Ele critica o fato de vereadores que não fazem parte do grupo de risco para a covid-19, como é o caso de Roberto, terem optado por participarem das sessões online.

    - Os vereadores que são do grupo de risco, tudo bem. Mas os demais têm que voltar. Por que não podem estar na sessão seguindo as recomendações de distanciamento? - questionou.

    O parlamentar disse que, se a sessão fosse presencial, o vazamento do áudio não teria ocorrido.

    O presidente do Legislativo, vereador Omar Tomalih, ressaltou, ainda durante a sessão, que os parlamentares têm liberdade para optar pela forma como participarão das sessões.

    - O decreto que fizemos tem opção online e opção presencial. Nós optamos por ficar aqui e respeitamos a opção dos vereadores que se sintam mais à vontade para ficarem no gabinete ou em casa - afirmou.

    A Câmara de Vereadores de Balneário Camboriú tem um parlamentar que testou positivo para o novo coronavírus, o vereador David La Barrica. Ele está afastado. O Legislativo também tem servidores afastados por suspeita de contaminação.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas