nsc
    nsc

    Turismo

    Bares cobram até R$ 150 de consumação ilegal nas areias da Praia Brava em Itajaí

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    17/11/2019 - 11h22 - Atualizada em: 17/11/2019 - 14h57
    Praia Brava em Itajaí (foto: Dagmara Spautz)
    Praia Brava em Itajaí (foto: Dagmara Spautz)

    Bares e restaurantes da Praia Brava, em Itajaí, cobram consumação mínima de até R$ 150 para os banhistas neste feriadão. A cobrança é ilegal e as denúncias são recorrentes, mas falta fiscalização. O órgão responsável por controlar esse tipo de ilegalidade é o Procon.

    Itajaí está sem normativa válida de ocupação da praia. O secretário de Turismo, Evandro, Neiva, informou que as novas regras serão publicadas mais perto do início da temporada de verão.

    Loteamento

    A normativa regulamenta, por exemplo, o número de kits de cadeiras e guarda-sóis que cada estabelecimento pode manter desocupados, aguardando novos clientes. A regra evita que restaurantes e bares façam "loteamento" da faixa de areia, limitando o espaço que têm os banhistas que levam à praia o próprio guarda-sol.

    Lixo

    O feriadão de sol trouxe movimento acima do esperado à Praia Brava e gerou reclamações dos moradores, especialmente quanto ao recolhimento do lixo. Por falta de regulamentação, montanhas de sacos de lixo dos restaurantes que atendem na orla vão parar na calçada à beira-mar, dividindo espaço com os turistas.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​​​

    Ainda não é assinante? Assine e tenha acesso ilimitado ao NSC Total, leia as edições digitais dos jornais e aproveite os descontos do Clube NSC.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas