nsc
    nsc

    maternidade

    Bebê de catarinense que morreu no Sergipe chega a SC com carta emocionante do hospital: "mamãe segue te cuidando de outro jeito"

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    30/05/2020 - 10h01 - Atualizada em: 30/05/2020 - 16h29
    Bebê chega a Navegantes (foto: Divulgação)
    Bebê chega a Navegantes (foto: Divulgação)

    Uma operação com avião da Força Aérea Brasileira e ambulâncias de suporte avançado de vida foi montada para trazer a Santa Catarina uma bebê com menos de 3 meses de vida, que estava internada desde que nasceu em Aracaju (SE). A menina é filha de uma catarinense, que morreu 42 dias após o parto.

    A mãe viajava pelo Nordeste do país com o marido, caminhoneiro, no início de março. Ela sentiu-se mal, foi levada à maternidade e precisou passar por uma cesariana de emergência. A neném nasceu prematura, com 32 semanas de gestação, e ficou internada na UTI neonatal da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes.

    Segundo informações do G1 Sergipe, dias depois de dar à luz a mãe teve problemas cardíacos e foi levada, em estado grave, para o Hospital de Urgência de Sergipe. Ela morreu no dia 17 de março, aos 25 anos.

    Depois de quase três meses de internação, era hora da bebê ser entregue à família, em Santa Catarina. E a equipe do hospital, que cuidou dela, escreveu uma carta emocionada.

    "Você nasceu ainda bem pequenininha. Eram você e a mamãe. A sua mãe corajosa e cheia de amor por você. E a gente, 'titios e titias', que não temos o mesmo sangue, mas crescemos e aprendemos com vocês. No começo, as titias entravam na UTIn junto com a mamãe para ela te visitar, mas logo ela já vinha sozinha e queria ficar o máximo de tempo com você. E todos os dias, mais de uma vez por dia, ela vinha ficar. Te dar carinho e amor, cuidar de você. E assim ela fez todos os dias, até o dia que não pôde mais. O dia que ela começou a cuidar de você e te amar sem você poder a ver, ou sentir o seu toque de carinho, ou o cheirinho dela. Mas ela segue te cuidando de outro jeito. E continuará".

    "Hoje você vai voar. Vai lá bem alto. Perto do céu. Vai voar bem rápido para ir para casa. Conhecer sua casa, onde papai e mamãe sonharam sua chegada. Onde vai crescer, conhecer sua família e novos amiguinhos".

    "Esteja sempre sob a proteção de Deus e de sua corajosa e amorosa mamãe, que pra você guardou o amor que sempre quis mostrar, que nela viveu, sonhou, sorriu, esquentou, coloriu... Leve com você beijos e abraços cheiros de carinho dos 'titios e titias' desse cantinho temporário".

    Nesta sexta-feira (29), o bebê saiu da maternidade em uma ambulância do Samu, e foi levado até o Aeroporto Santa Maria, em Aracaju. Um avião da Força Aérea Brasileira fez o transporte até o Aeroporto de Navegantes. Já em Santa Catarina, a menina foi levada, de ambulância, para a UTI do Hospital Pequeno Anjo, em Itajaí.

    A logística de viagem foi organizada pela equipe de regulação da Secretaria de Estado da Saúde. Ramon Tartari, superintendente de Regulação, explicou que se trata de um processo de repatriação. A menina viajou em uma incubadora e, segundo Tartari, chegou bem a Santa Catarina. Por enquanto, ela seguirá internada.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas