nsc
    nsc

    ANO NOVO

    Cinco dicas para fazer fotos perfeitas dos fogos de Réveillon com o celular 

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    27/12/2019 - 09h24 - Atualizada em: 27/12/2019 - 09h49
    Show de fogos fotografado pelo Diorgenes Pandini
    Show de fogos fotografado pelo Diorgenes Pandini

    Sabe aquele show de fogos lindo que você assistiu no Réveillon? As fotos que você fez com o celular, conseguiram transmitir o que viu? Aposto que, na maioria das vezes, a resposta é não. Celulares, fotos noturnas e shows pirotécnicos nem sempre fazem um casamento perfeito. Por isso o repórter fotográfico Diorgenes Pandini, da NSC Comunicação, fez uma lista com dicas preciosas para fazer bonito nos registros de fim de ano.

    São toques importantes, que muita gente desconhece, e que podem fazer a diferença entre uma bela foto da virada, ou aquele borrão na tela do celular. As dicas estão na página pessoal do Pandini, e eu reproduzo aqui:

    Dá pra fotografar os fogos usando apenas um smarthphone? A resposta correta é sim. Mas, não também.

    Deixa eu explicar: com os celulares e a tecnologia cada vez mais desenvolvida, é possível, sim, fazer fotos dos fogos no Réveillon. Mas é necessário um conhecimento técnico um pouco maior para que isso seja possível. Dificilmente haverá fotos com a mesma qualidade que as câmeras profissionais, de sensores maiores e com mais possibilidades de controle.

    Cansado de ver centenas de fotos ruins de fogos de artifícios no dia 1º de janeiro, resolvi compartilhar com vocês algumas dicas e os principais erros que a gente percebe.

    1. Não use o flash

    Não adianta, você pode ter o celular do valor de uma Ferrari (no caso, um iphone novo) que o flash não vai adiantar de nada. Sempre me pergunto qual é a intenção de quem usa o flash para fotografar os fogos ou uma paisagem? O uso do flash, sobretudo do celular, é extremamente limitado a quem está em um primeiro plano, bem próximo do aparelho. Não faz sentido algum ele ser usado para iluminar os fogos que são, de qualquer forma, fonte de luz.

    2. Não use o zoom, tanto digital quanto analógico

    Por dois simples motivos, é fácil de tremer e pode comprometer a qualidade do arquivo. Mesmo se a sua ideia é apenas a fotografia dos fogos sozinhos no céu, sem contexto algum, o melhor é deixar o recorte para ser feito pós o clique.

    3. Cuidado com o borrão

    É ano novo: galera mergulha no vinho, espumante, cerveja, água, sal, suor. Elementos que sujam a lente de qualquer câmera. E sim, tem gente que fotografa mesmo assim. O resultado são aquelas fotos com as luzes borradas, cortando a imagem inteira. Como quando a gente olha para a luz com os óculos sujos. Uma coisa terrível. A dica é boba, mas extremamente necessária: limpe a lente da câmera. Não precisa de muito, é só umedecer papel higiênico com a água e passar na lente. Depois usar papel higiênico também para secar. Se tiver produtos de limpeza de lente de óculos, melhor ainda.

    4. Atenção a posicionamento

    É bicho, não tem jeito. Você não vai conseguir a foto top do Réveillon se estiver jogado na cadeira de praia, com um monte de gente nada a ver tampando a sua visão. Se teu intuito é mesmo produzir fotos boas para ficar se gabando nas redes sociais, se posicione bem. Descubra onde vai acontecer os fogos e já pense em uma composição.

    5. Não se mexa

    Fotografar à noite não é como fotografar de dia. Não tem jeito! Os sensores das câmeras precisam de um tempo um pouco maior para registrar as luzes e, se você tremer nesse tempo, ele perde o registro e fica tudo borrado.

    Dicas rápidas

    Bem, ditos os principais erros que eu percebo quando vejo as fotos de fogos no pós-Réveillon, posso trazer também algumas dicas simples:

    1. Use um tripé para celular: esse pequeno adereço vai te trazer muita qualidade. Evita as tremedeiras que citei anteriormente. Com alguns celulares, é possível também disparar remotamente com o botão de volume do fone de ouvido. Teste antes para ver se o seu funciona assim.

    2. Fotografe no manual: isso mesmo. Se o seu celular tiver essa função, use e abuse. O manual te permite controlar o diafragma. Nele, você escolhe a velocidade com que o clique vai ocorrer e permite que o sensor fique mais tempo exposto a luz, que por sua vez permite os rastros das luzes dos fogos.

    4. Para as selfies, utilize o modo noturno ou até mesmo aplicativos para a fotografia noturna. Se conseguir fazer a selfie com o apoio de um tripé, vai ter mais chances de ter um resultado de qualidade.

    Dica mais valiosa: tente fotografar, mas se não der certo, deixa para lá. Aproveite a virada para curtir o momento com as pessoas que você gosta e deixe de lado um pouco essa necessidade de registrar tudo. Ver os fogos, tomar uma boa bebida, curtir um abraço e desejar um bom ano novo de coração vale mais que qualquer coisa.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas