nsc
    nsc

    publicidade

    Curitiba

    “Clima de felicidade total” diz catarinense sobre vigília pela soltura de Lula

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    08/11/2019 - 18h32 - Atualizada em: 08/11/2019 - 18h35
    Família de Navegantes em frente à sede da PF em Curitiba (foto: Arquivo Pessoal)
    Família de Navegantes em frente à sede da PF em Curitiba (foto: Arquivo Pessoal)

    A família da artesã Valéria de Souza, de Navegantes, seguiu logo cedo nesta sexta-feira (8) para o acampamento Lula Livre montado em frente à sede da Polícia Federal, em Curitiba (PR). Ela fez questão de acompanhar as últimas horas da concentração à espera da soltura do ex-presidente. Lula se beneficiou da decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que suspendeu a prisão em segunda instância. A soltura foi autorizada durante a tarde pelo juiz Danilo Pereira Jr., da 12ª Vara Federal em Curitiba.

    Militante petista, a catarinense Valéria já estava com viagem marcada à capital paranaense para comprar materiais de artesanato. Decidiu que a passagem pela sede da PF seria prioridade no roteiro.

    - Quando saiu o resultado do STF, só aumentou a vontade de ir – disse Valéria, que viajou com o marido Jadir e os filhos Paulo Henrique e Manoel Pedro.

    A família chegou cedo, por volta das 7h. Já havia cerca de 150 pessoas no acampamento, segundo Valéria. Como Paulo Henrique é deficiente, e a viagem é cansativa para ele, os catarinenses permaneceram no local até meio-dia e depois voltaram para casa. - Foi muito emocionante, clima de felicidade total – afirma.

    Valéria em frente à sede da PF
    Valéria em frente à sede da PF
    (Foto: )

    Valéria conversou com Lurian, filha de Lula, que também estava no acampamento. Ela se aproximou ao ver Paulo Henrique com a camiseta da campanha pela soltura do ex-presidente.

    - Pedi a ela que agradecesse por tudo o que ele fez pelo povo brasileiro e para dizer que a gente está muito feliz (com a soltura) – disse a catarinense.

    Valéria comentou que havia pessoas de todo o país em frente à sede da Polícia Federal, e encontrou visitantes chilenos. Ônibus com militantes de Santa Catarina são aguardados para esta tarde.

    Lula deve falar com os militantes da vigília "Lula livre" ao sair da prisão. Ele viajará para São Bernardo do Campo (SP), onde participará ainda nesta sexta-feira de um ato no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC.

    Deixe seu comentário:

    publicidade

    publicidade

    publicidade

    publicidade