nsc
    nsc

    Itajaí

    Companhias de cruzeiro avaliam aumentar embarques em SC no próximo verão

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    27/02/2020 - 07h33 - Atualizada em: 27/02/2020 - 11h43
    Navio de cruzeiro em Itajaí
    Navio de cruzeiro em Itajaí

    A temporada de transatlânticos em Santa Catarina, que iniciou em novembro, se aproxima do fim em um verão marcado pela estreia do porto de embarque para os passageiros. Os turistas têm a opção de iniciar o roteiro no Estado, e seguir a bordo dos navios para o Uruguai e a Argentina. O resultado não poderia ter sido melhor.

    A expectativa era que Itajaí recebesse em média 500 embarques por viagem. Mas as reservas foram de 1,2 mil pessoas por navio – mais que o dobro.

    Diante da aceitação, a companhia MSC considera a possibilidade de que Itajaí seja o único porto de embarque da rota do Mercosul na próxima temporada. Não estará sozinha: a Costa Cruzeiros também começará a operar no porto, e outras companhias estão em fase de tratativas.

    Mais visitantes

    A principal vantagem do embarque em SC é a possibilidade de atrair novos turistas. Uma pesquisa feita pelo Sebrae, para a prefeitura de Itajaí, indica que 20% dos passageiros que embarcaram em cruzeiros na cidade visitaram o Estado pela primeira vez. Entre os que estavam de passagem, em trânsito, 85% manifestaram intenção de voltar.

    O que melhorar

    A pesquisa do Sebrae também apontou que há pontos a serem trabalhados pelo trade turístico em Santa Catarina. Entre os turistas que embarcaram no Porto de Itajaí, apenas 16% chegaram à cidade com antecedência. São visitantes que investem em hospedagem e passeios, o “filé” do mercado de cruzeiros. A maioria fez passeios em Balneário Camboriú, Florianópolis, Blumenau e Penha antes de embarcar.

    Gastos

    Itajaí já recebeu 24 mil passageiros de transatlânticos, que movimentaram o equivalente a R$ 5 milhões na economia local, segundo dados do Sebrae. Quem embarca na cidade gasta em média R$ 545. Quem chega nas escalas, e fica apenas por algumas horas, gasta em torno de R$ 339. Os números de Balneário Camboriú são ainda mais generosos: a cidade deve receber, até o fim da temporada, mais de 90 mil pessoas que chegarão a bordo dos navios.

    Investidor

    O “destino-desejo” do mercado de cruzeiros no Estado ainda é Florianópolis. A prefeitura tenta viabilizar uma nova escala-teste, mas, por enquanto, ainda depende de um empreendedor interessado em investir. A escolha é pela região de Jurerê, onde são boas as condições de navegação.

    Quase lá

    penha pode ter sua escala-teste de navio de cruzeiro ainda nesta temporada. A reforma do trapiche que receberá os passageiros deve ser concluída em 20 dias. Enquanto isso, a prefeitura deve fazer uma batimetria – estudo que indica as condições do fundo do mar, e a melhor posição para os transatlânticos.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas