publicidade

Navegue por
Dagmara

Economia

Cruzeiros vão movimentar R$ 67 milhões em Porto Belo e Balneário Camboriú

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
31/08/2018 - 15h15 - Atualizada em: 31/08/2018 - 15h15
Foto: Celso Peixoto, Divulgação

As 46 escalas de transatlânticos já confirmadas em Santa Catarina para o próximo verão trarão a Balneário Camboriú e Porto Belo R$ 67 milhões em movimentação financeira, considerando os gastos dos turistas e as taxas pagas pelas operadoras dos navios para uso de infraestrutura nos atracadouros. O valor leva em conta uma pesquisa feita pela Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), divulgado esta semana.

O levantamento indica que a movimentação econômica nas escalas de transatlânticos foi de em média R$ 515 por passageiro na última temporada. É um pouco menos do que os R$ 559 apontados como média no verão anterior _ uma redução de 7%. A economia, ainda em fase de retração, pode explicar a queda.

A diferença, no entanto, foi compensada pelo maior volume de turistas no verão 2017/2018. Os transatlânticos atraíram 418 mil pessoas no Brasil, 17% a mais do que verão anterior. Embora o número de embarcações na costa brasileira tenha se mantido, a oferta de novos roteiros e escalas _ inclusive a estreia de Balneário Camboriú _ aumentaram a demanda. Como resultado, o impacto econômico do turismo de transatlânticos no Brasil foi 11% maior na última temporada, em comparação com os números do verão anterior. Em todo o país, os navios movimentaram R$ 1,7 bilhão.

Os cruzeiros geraram 27 mil postos de trabalho diretos e indiretos, inclusive nas cidades de escala.

Balneário Camboriú tem 28 escalas confirmadas para o próximo verão, enquanto Porto Belo tem 18 até agora.

Itajaí retoma escalas

Itajaí, que voltará a integrar a rota dos grandes cruzeiros a partir do ano que vem, já tem 12 escalas pré-agendadas para o verão 2019/2020. A companhia MSC prevê roteiros em Itajaí com o navio Sinfonia, que tem espaço para mais de 5 mil passageiros. As atracações ocorrerão no porto comercial, já que o atual píer não tem capacidade para receber grandes transatlânticos.

Além da MSC, A Costa Cruzeiros também negocia com a Secretaria de Turismo de Itajaí. A expectativa é que ocorram embarques e desembarques de cruzeiros que farão ponte com outros países do Mercosul.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

dagmara.spautz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação