nsc
    nsc

    Visita presidencial

    Da Oktoberfest aos encontros evangélicos: as passagens de Bolsonaro por Santa Catarina

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    02/05/2019 - 09h45 - Atualizada em: 02/05/2019 - 10h19
    Jair Bolsonaro na Oktoberfest em 2015
    Jair Bolsonaro na Oktoberfest em 2015 (Foto: Rafaela Martins, Arquivo NSC)

    Jair Bolsonaro fará nesta quinta-feira (2) sua primeira visita oficial a Santa Catarina como presidente da República. Mas não é sua estreia no Estado. Nos últimos anos, enquanto deputado federal pelo Rio de Janeiro e pré-candidato à presidência, ele esteve pelo menos três vezes em visita a cidades catarinenses. Em duas delas, o destino foi a Oktoberfest, convidado por políticos catarinenses de quem é próximo.

    Junho de 2015

    Então deputado federal pelo Rio de Janeiro, Jair Bolsonaro, na época filiado ao PP, participou de um debate na Câmara de Vereadores de Blumenau sobre o Estatuto do Desarmamento. Veio acompanhado do filho, deputado federal Eduardo Bolsonaro (na época, do PSC).

    Depois do debate, Bolsonaro decidiu estender a agenda e conhecer alguns endereços na cidade. Conversou com o então prefeito Napoleão Bernardes (PSDB), tomou café em uma pastelaria que é ponto de encontro de candidatos em período eleitoral, e conheceu uma loja de equipamentos de caça e tiro.

    Bolsonaro em clube de tiro em SC
    Bolsonaro em clube de tiro em SC
    (Foto: )

    Outubro de 2015

    A convite do deputado Rogério Peninha (MDB), Bolsonaro voltou a Blumenau naquele mesmo ano para desfilar na Oktoberfest. Ganhou lugar no tradicional grupo Planetapeia e foi recebido com entusiasmo pelo público – mas o joelho não ajudou.

    Vestido a caráter, o presidente, então deputado, levou a mão ao joelho esquerdo algumas vezes, aparentemente com dor pelo esforço da pedalada. Mas conseguiu terminar o trajeto de 3,5 quilômetros. Ficou hospedado em Balneário Camboriú, onde recebeu empresários e políticos que, nas últimas eleições, viriam a ser alguns de seus mais entusiasmados apoiadores – como o itajaiense Emílio Dalçoquio.

    Bolsonaro na Vila Germânica
    Bolsonaro na Vila Germânica
    (Foto: )

    Maio de 2017

    Bolsonaro veio a SC para um tour de palestras em eventos em Florianópolis, Blumenau, Jaraguá do Sul e Joinville. Na Capital, foi recebido por militantes com cartazes de "Direita Santa Catarina" e "Bolsonaro presidente", além de defensores de uma intervenção militar. Na Vila Germânica, em Blumenau, ganhou do público uma imitação da faixa presidencial.

    Abril de 2018

    Acompanhado da mulher, Michelle Bolsonaro, o presidente, então pré-candidato, participou pela primeira vez do Congresso de Gideões. Sua chegada causou tumulto no Aeroporto de Navegantes, de onde seguiu de carro até Camboriú. Bolsonaro falou, no palco, sobre questões de gênero e criticou a lei da palmada. Foi bastante aplaudido pelo público, e prometeu voltar se fosse eleito.

    A agenda

    O presidente embarca em Brasília nesta quinta-feira à tarde, e chega ao Aeroporto de Navegantes por volta das 17h30min. Bolsonaro não sairá para o saguão: o helicóptero presidencial estará esperando para levá-lo até o estádio de Camboriú, que estará fechado.

    Dali, a comitiva segue de carro até o ginásio onde ocorre o evento dos gideões.A chegada de Bolsonaro ao evento é prevista para 18h40min. Ele seguirá para uma sala vip, onde será recebido pelo governador Carlos Moisés (PSL), deputados e lideranças.

    O presidente sobe ao palco às 19h, e vai falar ao público. A previsão é que Bolsonaro deixe o congresso de gideões às 20h30min. A aeronave presidencial deve deixar o Aeroporto de Navegantes às 23h30min.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas