nsc
    nsc

    Opinião

    Da sombra à gentrificação: problemas da Praia Brava vão além da balbúrdia

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    14/09/2020 - 16h08 - Atualizada em: 14/09/2020 - 16h40
    Praia Brava, em Itajaí
    Praia Brava, em Itajaí (Foto: Marcos Porto, Divulgação)

    As imagens de aglomeração na Praia Brava, na noite de domingo, seriam absurdas mesmo que não estivéssemos em meio a uma pandemia e sob efeitos de um decreto estadual, que proíbe aglomerações. O descaso com as regras básicas de respeito e convivência são a síntese de uma terra sem lei. 

    > Associação questiona prédios altos e alerta para risco de sombra na Praia Brava, em Itajaí

    O bairro que tem o metro quadrado mais caro de Itajaí, a ‘praia da moda’ no Litoral Norte, é resultado de um processo de degradação ambiental e gentrificação, que se intensificou ao longo dos anos. A meca do surfe, do sol e do pé na areia, deu lugar à ocupação dos condomínios de luxo, que mudam de forma ostensiva a cara, a vocação e a paisagem do bairro. Até a moldura do Morro do Careca, no Canto Sul, foi parcialmente escondida pelas construções.

    > Depois de praia cheia, festa interdita ruas na Praia Brava; assista

    A Brava vive hoje um paradoxo. Transformada pelo canto da sereia da especulação imobiliária, vendida como o último pedaço do paraíso, virou terra de ninguém. Sem fiscalização, o crescimento do turismo trouxe noites barulhentas, sujeira nas ruas e cobrança por espaço na faixa de areia.

    O sol na praia está ameaçado pela sombra dos edifícios, cada vez mais altos, que ignoram os limites da lei de zoneamento. O subsolo das construções contamina o lençol freático – sob a bênção da Justiça, que permitiu a continuidade desse tipo de obra alegando ‘retorno econômico’.

    A balbúrdia de jovens, que organizam festas no meio da rua e desafiam as leis e o bom senso, é apenas ponta do iceberg em um bairro que tem sido vítima de desrespeito em todos os níveis. Desprezo pela lei, pelo meio ambiente e pelos seus moradores.

    Cada vez mais descaracterizada, a Praia Brava corre o risco de, em breve, não se reconhecer mais no espelho.

    Participe do meu canal do Telegram e receba tudo o que sai aqui no blog. É só procurar por Dagmara Spautz - NSC Total ou acessar o link: https://t.me/dagmaraspautz​

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas