nsc
    nsc

    Trânsito

    Estudo diz que BR-101 entre Itajaí e Florianópolis vai parar em três anos 

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    22/08/2018 - 19h19
    Foto: Luiz Carlos Souza, Arquivo Pessoal

    Os já conhecidos congestionamentos da BR-101 no trecho entre Itajaí e Florianópolis tendem a agravar se não houver investimentos a curto prazo. O diagnóstico é do engenheiro Newton Walter Gava, que apresentou nesta quarta-feira, na reunião da Câmara de Assuntos de Transporte e Logística da Fiesc, o resultado de um estudo encomendado pela Arteris (Autopista Litoral Sul). Em três anos, o tráfego vai parar. Em 10, a rodovia pode chegar a um colapso.

    No trecho entre Itajaí a Navegantes há indicação de um investimento de R$ 280 milhões para melhorias de tráfego. A longo prazo, há um pacote de obras com novas pontes e melhorias nas marginais.

    Mas, por enquanto, nem mesmo a prometida ponte na marginal do Canal Retificado do Rio Itajaí-Mirim saiu do lugar _ a previsão da concessionária era que a obra iniciasse em julho.

    Sem novos investimentos, os estudos apontam para uma velocidade média de 10 km/h na região, durante o horário de pico, a partir de 2029.

    Na Capital

    Para a região de Florianópolis, as obras previstas chegam a R$ 700 milhões. Mas o estudo da concessionária indica que a abertura de uma faixa adicional na pista norte, avaliada em R$ 93 milhões, já seria capaz de trazer mais fluidez. A Arteris tem os recursos para começar a obra, o projeto executivo está pronto e encontra-se em fase de orçamento. O próximo passo será encaminá-lo à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas