publicidade

Dagmara

Torneiras secas

Falta de água agrava e prefeitura de Penha notifica concessionária

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
03/01/2019 - 14h31 - Atualizada em: 03/01/2019 - 15h42
Falta água em Penha
Falta água em Penha (Foto: Luiz Carlos Souza, Arquivo Pessoal)

A situação de Penha, onde bairros inteiros estão há dias sem abastecimento de água, piorou nesta quinta-feira com a suspensão temporária da captação no Rio Piçarras pela Casan, que fornece água à cidade vizinha. O motivo foi o nível baixo do rio, resultado da estiagem dos últimos dias. A Estação de Tratamento voltou a operar, mas com baixa pressão - o que torna impossível chegar aos pontos mais distantes.

A prefeitura decidiu notificar a concessionária Águas de Penha pelos transtornos e pelo não cumprimento de promessas de melhorias. O caso foi denunciado pela Associação dos Moradores e Amigos da Praia Grande (AMAPG) à Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (Aris).

A Águas de Penha afirma que o consumo de água tem sido maior do que o esperado - dezembro teve um consumo 54% maior do que o ano anterior. A empresa diz, em nota, que executou melhorias ao longo do ano, entre elas ampliação da rede até o Poá, a implantação de um booster no Gravatá, e o reforço de rede de na saída do reservatório da Praia do Centro.

Cinco caminhões-pipa foram escalados para atender às pontas de rede, onde a possibilidade de faltar água é maior. Até terça-feira, foram 330 solicitações de caminhão-pipa.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

dagmara.spautz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade