Considerada novo fenômeno do mercado imobiliário, a cidade de Porto Belo, no litoral catarinense, virou um canteiro de obras. O município passa por uma transformação que inclui não apenas a construção de prédios, mas também projetos de transformam a infraestrutura da cidade, como a pavimentação de ruas e a execução dos molhes do Rio Perequê.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

Além destas, outras mudanças estão previstas. Recentemente, a Prefeitura de Porto Belo, em parceria com a Associação de Construtoras e Incorporadoras de Porto Belo (ACIP), anunciou um novo pacote de obras para ser executado ainda em 2024, no valor total de R$ 60 milhões.

Entre os novos projetos estão a pavimentação e drenagem de ruas, a urbanização do Molhe do Perequê e entorno e do Molhe do Perequezinho, que deve começar ainda no primeiro semestre deste ano, e o alargamento da faixa de areia de Balneário Perequê, em fase de estudos pela ACIP.

Balneário Camboriú inspira outras cidades no Brasil com ocupação vertical

Continua depois da publicidade

Apesar de alguns projetos, como o engordamento da praia, ainda não estarem em execução, as novidades na cidade já movimentam o mercado imobiliário, impactando diretamente na valorização dos imóveis.

Segundo a plataforma DWV, que reúne informações do mercado imobiliário de todo o Brasil, em janeiro de 2023, o metro quadrado em Porto Belo custava R$ 11.845. Em janeiro deste ano saltou para R$ 12.333.

Ampliando a análise, na pesquisa da DWV com relação aos anos de 2021 a 2023, a valorização do metro quadrado em Porto Belo chega a 72%, uma média altíssima segundo a equipe do aplicativo.

Além das obras públicas, projetos executados pela iniciativa privada, estão contribuindo para aprimorar a infraestrutura, especialmente voltada ao lazer. Empreendimentos como o VivaPark, o primeiro bairro parque do Brasil, reúnem diversas opções de bem-estar, esporte e diversão como área verde com espreguiçadeiras, pet place, quadras de tênis, padel, beach tennis e vôlei de praia da MUV Arena, além de espaço para prática de yoga, corrida e esportes ao ar livre.

Continua depois da publicidade

A contrapartida do projeto que “transforma” último hotel icônico de Balneário Camboriú

Outra opção recente na cidade é o Oporto, da MayBelly Incorporadora. Inaugurado há dois meses, o local oferece lazer para toda a família com playground, academia, espaço pet, praça de fogo, espelho d’água, chimarródromo, chafariz seco, palco e Food Park com seis restaurantes renomados da região.

De acordo com o arquiteto Fabrício Pavesi, especialista em mercado imobiliário da região, o anúncio, a execução e a entrega de novos projetos não estão impactando apenas em uma maior procura de clientes pela região, mas em mais qualidade com relação aos empreendimentos.

Segundo ele, sócio-proprietário da ARK Permutas, empresa especializada na realização de permutas, e da Viabilizze, consultoria estratégica para incorporadoras, o litoral norte de Santa Catarina vem atraindo as mais renomadas construtoras do país, com destaque para as do eixo Rio-São Paulo.

– As obras de desenvolvimento urbanístico da região aumentam a visibilidade e a qualidade da região como um todo, o que acaba despertando o interesse de empresas cada vez maiores e de mais longe. Santa Catarina hoje é o melhor mercado da construção civil, superando São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília que, apesar de terem valor agregado, não se comparam à concentração de riqueza daqui, especialmente, pela qualidade de vida do litoral norte catarinense.

Continua depois da publicidade

Quais são os bairros que alavancam a valorização imobiliária em SC:

Destaques do NSC Total