nsc

publicidade

Saúde

Florianópolis substitui Itajaí no topo do ranking da Aids no Estado

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
02/12/2019 - 20h28 - Atualizada em: 03/12/2019 - 11h52
Foto: Diorgenes Pandini
Foto: Diorgenes Pandini

A Secretaria de Saúde de Itajaí divulgou uma queda de 51 posições no ranking 2019 de casos de Aids detectados. O município, que em 2018 estava em 6º lugar no país entre as cidades com mais de 100 mil habitantes, caiu para o 57º lugar. Um resultado significativo para um município que, na década de 1990, ocupou o primeiro lugar no país em contaminação pelo HIV.

A Capital, que no ano passado ocupava o 14º lugar no Brasil, e era a 2ª cidade do Estado a aparecer no ranking nacional, subiu para a 6ª posição. Com a mudança, Florianópolis é, pela primeira vez, a cidade de Santa Catarina que lidera a lista. Entre as capitais brasileiras, ocupa o 3º lugar - está atrás de Belém (PA) e Boa Vista (RR).

Os dados são do Boletim Epidemiológico 2019 do Ministério da Saúde, e levam em conta números fornecidos pelas secretarias e unidades de saúde entre 2014 e 2018. A contagem considera o somatório da taxa de detecção, taxa de mortalidade, e taxas de transmissão.

Melhor da década em Itajaí

Para Itajaí, os números representam o melhor resultado em uma década. Em 2009, a cidade ainda estava no 2º lugar no ranking nacional. É a primeira vez que o município está fora da lista dos 50 municípios com mais casos no Brasil.

Os índices de mortalidade também reduziram em Itajaí. Passaram de 23,3 mortes para cada 100 mil habitantes, para 19,5 este ano. Mas ainda estão muito longe da média nacional, que é de 4,4 óbitos para cada 100 mil moradores.

Florianópolis tem resultado melhor neste quesito: índice de mortalidade de 9,6 para cada 100 mil habitantes. Ainda assim, o dobro da média brasileira.

Cidades de SC entre as 100 primeiras no ranking

Florianópolis - 6º

Balneário Camboriú - 21º

Palhoça - 30º

São José - 41º

Itajaí - 57º

Tubarão - 70º

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade