O Instituto Federal Catarinense (IFC), em Camboriú, entregou o 29º cão-guia formado na instituição. Estrela, uma simpática labradora, vai guiar a professora aposentada Marilena Assis, em Porto Alegre (RS). Estrela é o segundo cão entregue este mês pela instituição, que foi a primeira no país a formar instrutores de cães-guias para a rede pública.

Continua depois da publicidade

Marilena nasceu e cresceu enxergando, mas aos 12 anos desenvolveu um glaucoma congênito, e começou a perder a visão. Ela fez carreira como professora das redes municipal e estadual, especializada em educação especial, com foco na inclusão, acessibilidade, deficiência visual, recursos inclusivos, audiodescrição, escrita e leitura em braile.

Hoje, aposentada do município, Marilena atua como consultora em audiodescrição da rede estadual do RS e também participa ativamente de iniciativas inclusivas.

Projeto Cães-guia

O Projeto Cães-guia nasceu há oito anos, como uma ação do Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE), com apoio da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (SETEC/MEC) e da Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD/SDH). Mais tarde, foi incorporado ao Plano Nacional para as pessoas com deficiência, o “Viver sem Limite”, lançado em 2011 pelo Governo Federal.

Continua depois da publicidade

O programa, que tem o objetivo de aumentar a disponibilidade de cães-guia no Brasil, está em fase de ampliação para outros seis Institutos Federais de diferentes regiões do país.

Destaques do NSC Total