nsc
    nsc

    Mancha no mar

    Itapema está sob decreto de emergência ambiental

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    19/01/2019 - 10h02 - Atualizada em: 19/01/2019 - 10h03
    Rio Perequê
    Rio Perequê (Foto: Divulgação Prefeitura de Itapema

    A prefeita de Itapema, Nilza Simas (PSD), assinou sem alarde um decreto de emergência ambiental válido por 30 dias. A prefeitura informou que o documento foi emitido para permitir a contratação urgente de técnicos para acompanhar os processos que envolvem o by pass _ cano de descarga _ que parte da estação de tratamento da concessionária Conasa/Águas de Itapema, e supostamente levaria esgoto sem tratamento até o Rio da Fita.

    O acompanhamento técnico foi uma exigência na liminar concedida pela Justiça para que a prefeitura de Itapema prosseguisse com as escavações ao redor do terreno da estação de tratamento de esgoto, para tentar confirmar denúncias de despejo ilegal. As suspeitas são de que a chegada de esgoto não tratado no Rio da Fita, afluente do Rio Perequê, seja responsável pela mancha escura que tomou conta do mar entre Itapema e Porto Belo, logo após a virada de ano.

    O decreto também instaura um processo administrativo para apurar se a concessionária está cumprindo o que prevê o contrato em relação ao saneamento. Uma comissão terá 60 dias para terminar o levantamento.

    Pivô da crise entre a prefeitura e a Conasa, o by pass, que é um sistema de emergência para casos em que a estação para de funcionar, não faria parte do projeto da estação de tratamento de esgoto, o que levou a Polícia Militar Ambiental a concretar o encanamento esta semana. A concessionária, que afirma que o sistema é legalizado e nunca foi utilizado, emitiu informativo na sexta-feira, confirmando que foi autuada “por não constar uma tubulação no projeto da estação de tratamento de esgoto apresentado ao órgão ambiental”.

    Mais de mil casos de virose

    A prefeitura de Itapema aguarda análises feitas pelo Instituto do Meio Ambiente (IMA), que desde a virada do ano recolheu amostras ao longo do Rio Perequê e seus afluentes em busca da causa para a mancha escura que apareceu no mar.

    Embora ainda não se possa confirmar a relação entre uma situação e a outra, o número de casos de virose, neste verão, é preocupante. Nos primeiros 10 dias do ano, Itapema teve 1050 casos registrados no Hospital Santo Antônio, entre adultos e crianças.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas