nsc
nsc

TRE

Justiça Eleitoral cancela mais de 64 mil títulos de eleitor em SC; Florianópolis lidera lista 

Compartilhe

Dagmara
Por Dagmara Spautz
27/05/2019 - 13h29
Título de eleitor (Foto: Felipe Carneiro, Arquivo NSC)
Título de eleitor (Foto: Felipe Carneiro, Arquivo NSC)

A Justiça Eleitoral divulgou nesta segunda-feira o relatório com o número de eleitores que tiveram os títulos eleitorais cancelados por não terem comparecido para votar nos últimos três pleitos. Cada turno é contabilizado como uma Eleição. Em Santa Catarina, 64.866 títulos foram cancelados.

Foram identificados, no total, mais de 68 mil eleitores que não votaram nas últimas Eleições. O número inclui eleitores com menos de 18 anos e com mais de 70 anos, que não são obrigados a votar - e por isso não estão sujeitos a perderem o título. Outros 3,2 mil fizeram a regularização a tempo.

A cidade que registrou a maior quantidade de títulos cancelados, em números absolutos, foi Florianópolis. Ao todo, 7.992 cancelamentos, que correspondem a 2,4% do eleitorado.

Em segundo lugar está Joinville, com 7.938 títulos cancelados. Blumenau vem logo atrás, com 4.638 cancelamentos.

Proporcionalmente, o município que teve mais títulos cancelados foi Abelardo Luz. A cidade perdeu 4,6% do eleitorado.

Cidades com mais de mil cancelamentos Em SC

Blumenau (4.638)

Chapecó (2.115)

Criciúma (3.348)

Florianópolis (7.992)

Joinville (7.938)

Navegantes (1.083)

Palhoça (2.247)

São José (2.769)

Tubarão (1.148).

Pelo país

Em todo o país, o cancelamento atinge 2.486.495 títulos - a metade na região Sudeste. O estado de São Paulo lidera o número de cancelamentos, com 674.500 títulos cancelados; seguido do Rio de Janeiro, com 299.121; de Minas Gerais, com 226.761; do Rio Grande do Sul, com 120.190; do Paraná, com 107.815; e de Goiás, com 96.813.

Entre as capitais, a cidade de São Paulo (SP) também encabeça o ranking, com 199.136 documentos cancelados. Em seguida, estão o Rio de Janeiro (RJ), com 126.251; Goiânia (GO), com 39.841; Manaus (AM), com 36.372; Curitiba (PR), com 35.539; e Brasília (DF), com 35.063. A cidade de Belém, capital do Pará, teve apenas 12 títulos de eleitor cancelados.

Como descobrir se o título foi cancelado

Para saber se o seu título foi cancelado, basta consultar a situação no Portal do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na área de “Serviços ao Eleitor – Situação eleitoral – consulta por nome ou título”. O eleitor também pode comparecer a qualquer cartório eleitoral com um documento de identificação com foto.

O que acontece após o cancelamento

Quem teve o título cancelado poderá ser impedido de obter passaporte ou carteira de identidade, receber salários de função ou emprego público e contrair empréstimos em qualquer banco mantido pelo governo.

A irregularidade também pode gerar dificuldades para inscrição, investidura e nomeação em concurso público; renovação de matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo; e obtenção de certidão de quitação eleitoral ou qualquer documento perante repartições diplomáticas a que estiver subordinado, entre outras.

Para regularizar, é necessário pagar uma multa e, em seguida, poderá fazer a regularização da sua situação no seu cartório eleitoral, levando documento de identificação oficial original com foto, comprovante de residência e o título, se ainda o possuir.

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Últimas do colunista

Loading interface...
Dagmara Spautz

Colunista

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

siga Dagmara Spautz

Mais colunistas

    Mais colunistas