O ministro dos Portos e Aeroportos, Silvio Costa Filho, confirmou nesta quarta-feira (15) em reunião com o Fórum Parlamentar catarinense que a operação do Porto de Itajaí será assumida pela multinacional brasileira JBS, conforme adiantado pela coluna na semana passada.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade exclusiva de colunistas do NSC Total

A empresa Mada Araújo Asset Management, que venceu no ano passado o edital de operação do terminal, encaminhou para o Ministério a troca da sessão do Porto.

O ministro pediu para a Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) emitir o parecer em 15 a 20 dias. Até o final de maio, o contrato definitivo deverá ser encaminhado ao Tribunal de Contas da União (TCU).

Como a coluna havia adiantado, as negociações vinham ocorrendo há cerca de dois meses. O deputado Carlos Chiodini foi responsável pela intermediação entre as duas empresas e o Ministério. Silvio Costa Filho também elogiou a condução dos processos pelo superintendente do Porto, Fábio da Veiga.

A JBS deve assumir a operação do Porto de Itajaí por meio da subsidiária Seara, que já opera o terminal portuário Braskarne em Itajaí. A expectativa é que o início das operações ocorra no segundo semestre.

Recurso para dragagem

Além da transferência de operações do Porto, foi confirmada pelo governo federal aos deputados e senadores a injeção de R$ 25 milhões para a dragagem do canal de acesso. Outros R$ 25 milhões estão encaminhados para continuidade do aprofundamento.

Leia também

Cidade de SC surpreende ao deixar São Paulo para trás na lista das mais caras do Brasil

Continua depois da publicidade

Governo Lula promete liberar verba bloqueada para prevenção de enchentes em SC

Destaques do NSC Total