publicidade

Navegue por
Dagmara

Apuração

MP investiga se Ana Campagnolo usou diárias da Alesc para promover livro antifeminista

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
17/04/2019 - 11h48 - Atualizada em: 17/04/2019 - 11h58
Ana Caroline Campagnolo
Ana Caroline Campagnolo (Foto: Divulgação Alesc)

A promotora Rosimary Machado Silva, da 27ª Promotoria de Justiça de Florianópolis, pediu esclarecimentos à Assembleia Legislativa sobre as diárias solicitadas pelo gabinete da deputada estadual Ana Caroline Campagnolo (PSL). O Ministério Público quer saber se as viagens da parlamentar, relatadas no Portal da Transparência, estão sendo usadas para o lançamento de seu livro, “Feminismo: Perversão e Subversão”, dentro e fora do Estado.

O procedimento instaurado pela promotora é uma notícia de fato, um processo inicial que tem prazo de 30 dias para ser concluído. Durante esse período, ela vai analisar informações e decidir se dará sequência à investigação por meio de inquérito.

Depois do expediente

Desde o início do mandato, o gabinete de Ana Caroline Campagolo gastou R$ 19.145 em viagens (dados de 17/4). No primeiro mês de atuação, em fevereiro, o gasto em diárias foi de R$ 6,5 mil. O valor quase dobrou em março, mês em que a deputada lançou seu livro antifeminista: R$ 11,5 mil.

A assessoria da deputada disse que ela não comentará a investigação do MP. Nas redes sociais, Ana Caroline diz que não cometeu nenhuma ilegalidade e afirmou que os eventos de lançamento do livro de que participou ocorreram “depois do expediente”.

A apresentação da obra geralmente é feita junto com uma palestra da parlamentar. A mais estrondosa delas ocorreu em Brasília, a convite do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, no dia 28 de março. Ana Caroline participou de um painel sobre “Armadilhas do Feminismo”.

Por e-mail, o Ministério, que é comandado pela polêmica ministra Damares Alves, informou que não pagou pela apresentação da deputada catarinense. Naquela data, Ana Caroline solicitou uma diária em Brasília, com valor de R$ 770. De acordo com o Portal da Transparência, a diária foi devolvida.

diária Alesc
diária Alesc
(Foto: )

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

dagmara.spautz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação