nsc
    nsc

    Estátua incendiada

    Polícia investiga fogo na estátua da Havan em SP; Hang diz que é terrorismo

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    01/01/2020 - 12h25 - Atualizada em: 01/01/2020 - 15h12
    Incêndio na estátua da Havan (foto: Reprodução)
    Incêndio na estátua da Havan (foto: Reprodução)

    A Polícia Civil de São Carlos, no interior de São Paulo, investiga o incêndio a uma réplica da estátua da Liberdade que ficava em frente à loja da Havan na cidade, às margens da Rodovia Washington Luiz. Luciano Hang afirmou, nas redes sociais, ter sido alvo de “terrorismo”.

    Em nota, a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo informou que “a equipe policial aguarda o resultado dos laudos periciais que estão em andamento e busca por informações que auxiliem a esclarecer os fatos”.

    Hang afirmou que se trata de um “ataque à democracia”:

    - Fomos vítimas de terrorismo. Tocaram fogo na nossa estátua da Liberdade. Querem nos calar.

    Em um vídeo ao vivo, nas redes sociais, atribuiu o incêndio da estátua a opositores do governo Bolsonaro e admitiu o financiamento dos aviões que sobrevoam o Litoral de Santa Catarina com mensagens de ataque ao ex-presidente Lula. Disse que “as faixas vão continuar”.

    - Quando ficam amedrontados com o que está acontecendo com o país eles vão para a faca, vão para o tiro, vão para o fogo – afirmou.

    As causas do incêndio ainda não foram divulgadas pelos órgãos oficiais.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas