nsc

publicidade

Dagmara

Dia do Imigrante

Santa Catarina tem 5,7 mil imigrantes no cadastro de programas sociais

Compartilhe

Por Dagmara Spautz
25/06/2019 - 08h06 - Atualizada em: 25/06/2019 - 11h11
Foto: Divulgação
foto: Divulgação

Estado forjado pela imigração, Santa Catarina tem hoje 5.762 imigrantes cadastrados em programas sociais. São pessoas de diversas nacionalidades, que vieram ao país em busca de uma vida melhor. Ainda que muitos tenham voltado à terra natal nos últimos anos, os haitianos ainda são maioria. Segundo dados do CadÚnico, o Cadastro Único para Programas Sociais, há 3,3 mil imigrantes que vieram do Haiti vivendo em SC.

A maioria dos imigrantes usuários dos programas sociais no Estado têm ensino médio completo (1.747), e pouco menos da metade – 2,3 mil – tiveram trabalho nos últimos 12 meses. Do total, 1,8 mil são usuários do Bolsa Família.

Florianópolis, Joinville e Itajaí lideram a lista das cidades que mais têm estrangeiros como usuários de programas sociais. Mas o número de municípios com imigrantes no CadÚnico chega a 190, de 85 nacionalidades diferentes. O que motivou uma série de ações, por parte da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, para tornar o atendimento mais eficiente.

Com a reforma administrativa, foi criada a Gerência de Igualdade Racial e Imigrantes, vinculada à Diretoria de Direitos Humanos. O novo órgão está desenvolvendo cartilhas em diversos idiomas, para orientar a assistência aos estrangeiros. E vai oferecer capacitação em nove polos regionais, para mais de 3,6 mil servidores dos Centros de Referência em Assistência Social (Cras e Creas).

Mais aberto

Uma das ações a serem implantadas pelo Estado é um programa de sensibilização. A diretora estadual de Direitos Humanos, Karina Gonçalves Euzebio, diz que Santa Catarina é reconhecida pela oferta de empregos e por bem receber os imigrantes, o que faz dos Estado um dos mais procurados do país por quem vem do exterior - no ano passado, foram mais de 30 mil estrangeiros (a maioria não utiliza os serviços sociais). Mas a falta de resposta da maioria dos municípios à convocação para que recebessem os venezuelanos, em 2018, causou preocupação.

Data

Nesta terça-feira se comemora o Dia do Imigrante. Os dados, coletados pelo CadÚnico, mostram que entre os principais países emissores, a maioria está na América do Sul. Também revelam que há mais imigrantes dependentes de programas sociais nos maiores PIBs de SC. As empresas do Estado são consideradas parcerias da Secretaria de Assistência Social em oportunidade de emprego para os estrangeiros.

Dados dos Imigrantes em SC (*CadÚnico)

*5.762 imigrantes em Santa Catarina

*Sexo

- 2.762 – são homens

- 3.000 – são mulheres

*Principais países de origem:

- Haiti: 3.343 imigrantes

- Argentina: 484 imigrantes

- Paraguai: 473 imigrantes

- Uruguai: 259 imigrantes

- Venezuela: 222 imigrantes

- Portugal: 117 imigrantes

*Principais cidades catarinenses que receberam imigrantes

- Florianópolis: 857 imigrantes

- Joinville: 810 imigrantes

- Itajaí – 266 imigrantes

- Chapecó: 264 imigrantes

- Balneário Camboriú: 256 imigrantes

- Palhoça: 242 imigrantes

- São José: 219 imigrantes

*Grau de Instrução

- Ensino Médio Completo: 1.747 imigrantes

- Ensino Médio Incompleto: 684 imigrantes

- Fundamental incompleto: 1.281 imigrantes

- Fundamental Completo: 706 imigrantes

- Superior incompleto: 668 imigrantes

- Sem instrução: 620 imigrantes

- Não responderam: 56 imigrantes

*Trabalho – nos últimos 12 meses

- 2.347 imigrantes trabalharam nos últimos 12 meses

- 2.716 imigrantes não tiveram trabalho nos últimos 12 meses

- Não responderam: 699 imigrantes

Deixe seu comentário:

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

Dagmara Spautz

O que acontece de mais relevante em boa parte do litoral catarinense, especialmente Itajaí e Balneário Camboriú. Fontes exclusivas e informações de credibilidade nas áreas de política, economia, cotidiano e segurança.

dagmara.spautz@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade