O econtro nacional do sistema Sebrae, que reúne a partir desta segunda-feira (8) 120 dirigentes de todo o país em Florianópolis, focará no empreendedorismo como uma das soluções para melhora das condições de vida e de renda no Brasil. O recado foi dado pelo presidente nacional do órgão, Décio Lima, em reunião que antecedeu o início oficial do evento.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Santa Catarina pelo WhatsApp

O objetivo é mostrar o Sebrae como solução para impulsionar o desenvolvimento do país, com base em dados expressivos de movimentação econômica e empregabilidade. As micro e pequenas empresas respondem por 30% do PIB brasileiro. No ano passado, foram responsáveis por 80% dos novos empregos gerados.

Em Santa Catarina, os dados do Caged mostram que as pequenas e micro empresas resultaram em 7,1 mil empregos em março de 2023 – o que corresponde a 62% do total de vagas abertas no Estado, e um crescimento de 13% em relação ao mesmo período no ano passado.

Governo altera Brasão de Armas de Santa Catarina; entenda

Continua depois da publicidade

Diante disso, um dos enfoques a serem tratados durante o encontro nacional é a questão do crédito. O Sebrae pretende ampliar a oferta de crédito via BNDES, mas há preocupação em garantir que os recursos não aprofundem o endividamento do setor – um dos desafios do órgão. Décio Lima tem falado em crédito responsável, acompanhado de programas que auxiliem o empreendedor a manter seu negócio economicamente saudável.

Um dos convidados para o evento é o minitro do Desenvolvimento e Assistência Social, Wellington Dias, o que demosntra que a toada é aliar o Sebrae às políticas de inclusão social e desenvolvimento econômico.

O encontro nacional discutirá as diretrizes do Sebrae até 2027. As discussões seguem até quarta-feira.

Destaques do NSC Total