nsc
    nsc

    Testes de deslocamento

    Segurança da Presidência vem a Camboriú avaliar presença de Bolsonaro no encontro de Gideões

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    24/04/2019 - 21h42 - Atualizada em: 25/04/2019 - 15h33
    Presidente Jair Bolsonaro
    Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Tania Rego, Agência Brasil)

    Equipes especializadas da Aeronáutica, Exército, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal desembarcam em Camboriú no próximo domingo (28) para testar a segurança de um possível trajeto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) entre o estádio municipal e o ginásio onde ocorre o encontro evangélico de Gideões. O chefe de gabinete da prefeitura de Camboriú, Ariel Silva, confirmou o contato da segurança institucional do presidente.

    A ideia é que Bolsonaro desembarque no Aeroporto de Navegantes e siga de helicóptero até o estádio de Camboriú. Se as equipes de segurança avaliarem a possibilidade de qualquer problema no trajeto, que exponha o presidente a riscos, a operação será abortada e a viagem cancelada – ela não faz parte, por enquanto, da agenda oficial.

    A possível vinda de Bolsonaro ao encontro de Gideões surpreende, já que em 37 anos de evento nunca houve visita do presidente da República. Mas não é de todo inusitada – ele esteve no encontro no ano passado, durante a campanha eleitoral, e teria dito que voltaria se fosse eleito.

    O encontro de Gideões Missionários da Última Hora é promovido pela igreja Assembleia de Deus e reúne milhares de evangélicos anualmente, em Camboriú. O evento promove as ações missionárias da igreja, e costuma ser frequentado por nomes conhecidos da bancada evangélica, como o pastor Marco Feliciano, deputado federal pelo PR.

    Feliciano teria sido o responsável por intermediar a vinda de Bolsonaro. As tratativas foram feitas com o filho do presidente, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PLS).

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas