nsc
    nsc

    Atenção

    Teste da bacia de evolução vai fechar o ferry boat entre Itajaí e Navegantes nesta quinta

    Compartilhe

    Dagmara
    Por Dagmara Spautz
    15/01/2020 - 09h16 - Atualizada em: 16/01/2020 - 08h12
    Portos de Itajaí e Navegantes (Luiz Carlos Souza)
    Portos de Itajaí e Navegantes (Luiz Carlos Souza)

    A primeira manobra-teste na nova bacia de evolução dos portos de Itajaí e Navegantes, onde os navios farão um giro de 180º, está marcada para a manhã de quinta-feira (16). A operação demandará o fechamento do canal de acesso aos portos no Rio Itajaí-Açu, por volta de 10h. A previsão inicial era que o início ocorresse às 11h, mas a operação foi adiantada em uma hora pela Marinha. Ficará temporariamente suspenso o vaivém de embarcações de pesca e de lazer, e também o do ferry boat, que faz a travessia entre Itajaí e Navegantes.

    A previsão é que a reabertura ocorra por volta de meio-dia - o prazo de fechamento é entre 40 minutos e uma hora. A direção da NGI Sul, empresa responsável pelo ferry boat, informou na manhã desta quarta-feira (15) que fará comunicados aos usuários sobre a interrupção da travessia. Agentes da Codetran darão suporte ao trânsito nas proximidades.

    Há preocupação especialmente com os turistas, já que muita gente faz a travessia para se dirigir ao Aeroporto de Navegantes. A empresa avisa que a balsa que presta serviço à montante, na Barra do Rio, permanecerá operante durante o teste, e é uma alternativa para os passageiros.

    Seis manobras previstas

    A primeira manobra será feita pelo navio Valor, com bandeira de Malta, que tem 300 metros de comprimento por 48,3 metros de largura. A embarcação atraca nesta quarta na Portonave, em Navegantes, e os testes ocorrerão na saída do navio.

    O Valor desatracará por volta de 11h20min e será rebocado, de ré, até o local da nova bacia. Fará o giro de 180º e seguirá o até o porto de Paranaguá (PR).

    Esta será a primeira de seis manobras previstas, com navios de até 306 metros, na nova bacia de evolução, até a homologação pela Marinha. Todas as operações serão acompanhadas e monitoradas pela Superintendência do Porto de Itajaí, Delegacia da Capitania dos Portos de Itajaí, Praticagem, terminais portuários e empresas responsáveis pelos rebocadores.

    Em caso de mau tempo, a manobra será cancelada.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas