Navegue por

publicidade

Diogo

Mutirão carcerário

Defensoria Pública revisará processos de seis mil presos em Santa Catarina

Compartilhe

Por Diogo Vargas
12/07/2018 - 15h15 - Atualizada em: 12/07/2018 - 15h16
presos santa catarina
(Foto: Salmo Duarte/Arquivo)

A Defensoria Pública de Santa Catarina anunciou um mutirão carcerário no sistema penitenciário a partir da próxima segunda-feira. A meta é analisar processos criminais e de execução penal de seis mil detentos do regime semi-aberto.

A mobilização terá a atuação de 19 defensores públicos substitutos nomeados recentemente e vai até dezembro.

A iniciativa vinha sendo prometida nas últimas semanas em razão da emergência no sistema carcerário, que sofre com a superlotação, principalmente na Grande Florianópolis.

Há expectativa que o trabalho desafogue vagas a partir daqueles detentos que tenham direito à concessão de algum tipo de benefício, como liberdade ou prisão domiciliar, al+ém da chance de monitoramento por tornozeleira eletrônica.

O decreto de emergência foi assinado no dia 3 deste mês pelo governador Eduardo Pinho Moreira. O Estado anunciou a criação de 1.436 novas vagas em 180 dias em investimentos de R$ 30 milhões na ampliação de unidades prisionais já existentes em dez municípios.

Leia mais notícias e análises de Diogo Vargas

Deixe seu comentário:

publicidade

Navegue por
© 2018 NSC Comunicação
Navegue por
© 2018 NSC Comunicação