nsc
nsc

Pandemia

Casos de Covid-19 em Lages têm queda após restrições

Compartilhe

Eduarda
Por Eduarda Demeneck
19/03/2021 - 09h03 - Atualizada em: 19/03/2021 - 10h07
Crescimento de casos ativos tem queda em Lages, após medidas de restrições
Crescimento de casos ativos tem queda em Lages, após medidas de restrições (Foto: Luan Tucarti / Arquivo)

Depois de 10 dias de suspensão dos serviços não essenciais em Lages houve queda no número de casos ativos de coronavírus na cidade. O município que vinha numa crescente de pessoas contaminadas, chegando a 2.871 pessoas com Covid-19 no domingo (14), chegou a 329 casos a menos na quinta-feira (18). Os dados são da Secretaria de Saúde Municipal, que já identifcou uma redução de 14% no número de pessoas positivadas com o vírus, entre os dias 17 e 18 de março. 

>>Novas restrições em SC devem incluir multa de R$ 500 para quem não usar máscara

Essa redução também foi percebida no painel de casos ativos do Governo do Estado, em 6 de março, o ritmo de crescimento de casos ativos na Serra Catarinense era de 60%, na quinta-feira (18), o ritmo desacelerou e chegou a 8,9%. Para o Secretário de Saúde de Lages, Claiton Camargo, isso é reflexo das medidas mais restritivas tomadas nos últimos dias para diminuir a circulação de pessoas na cidade. Mesmo assim, o número de pessoas positivadas ainda é alto na cidade, são mais de duas mil.

- Ainda deve cair mais nos próximos dias. Tomara que não volte a crescer na mesma proporção, mas tudo vai depender de como a população vai reagir com o término das medidas, esclarece o Secretário de Saúde de Lages. O decreto que começou a valer no dia 9 de março segue até à meia-noite desta sexta-feira (19). Durante este período o comércio foi autorizado a trabalhar somente no sistema delivery e as aulas presenciais foram suspensas. A partir do sábado (20), o munícipio vai seguir as regras determinadas pelo Governo do Estado. Segundo a Secretaria de Educação de Lages, as escolas estão sendo preparadas para o retorno presencial na próxima segunda-feira (22). 

>>Falta de medicamentos para pacientes com Covid é grave em hospitais

Porém, as internações ainda continuam altas. Os leitos de UTI Covid na região estão todos ocupados, são 56 no total. Os mais de 170 leitos de enfermaria continuam acima de 90% de ocupação. Além disso, hospitais começaram a alertar sobre a falta de medicamentos. 

Comunicado do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres alertando sobre  falta de medicamentos
Comunicado do Hospital Nossa Senhora dos Prazeres alertando sobre falta de medicamentos
(Foto: )

Nesta sexta-feira (19), o hospital Nossa Senhora dos Prazeres emitiu um comunicado alertando sobre a falta de medicamentos, principalmente, sedativos. A unidade não está conseguindo comprar os medicamentos no mercado nacional, o que pode impactar nos atendimentos à pacientes com Covid-19 e outras doenças. No comunicado o hospital diz que chegou ao limite critico. Entre os medicamentos em falta estão o Midazolam e o Propofol.

Eduarda Demeneck

Colunista

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

siga Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Colunista

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

siga Eduarda Demeneck

Mais colunistas

    Mais colunistas