nsc
nsc

Reconhecimento pela qualidade

Mel de Melato da Bracatinga é o 5º produto do estado a receber o selo de Indicação Geográfica

Compartilhe

Eduarda
Por Eduarda Demeneck
23/07/2021 - 08h36
Mel de Melato da Bracatinga recebe selo de Indicação Geográfica
Mel de Melato da Bracatinga recebe selo de Indicação Geográfica (Foto: Aires Mariga / Epagri)

Nesta semana mais um produto produzido em Santa Catarina ganhou reconhecimento por possuir características únicas, o selo de Indicação Geográfica (IG) foi concedido para o Mel de Melato da Bracatinga do Planalto Sul Brasileiro. Até então, outros produtos catarinenses já tinham se destacado pela produção e conquista o IG, como o Vinho dos Vales da Uva Goethe, Banana da região de Corupá, Queijo Serrano e Vinhos de Altitude das regiões da Serra e Meio-Oeste.

>>Vinhos de altitude de Santa Catarina obtêm selo de Indicação Geográfica

O Mel de Melato da Bracatinga é menos doce que o floral e mais escuro. Ele é produzido pelas abelhas através de um líquido açucarado que um inseto chamado de cochonilha produz ao se alimentar da seiva da bracatinga que é uma árvore nativa das regiões mais frias do país. O mel de melato é produzido em áreas de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande Sul. Ao todo são 1350 apicultores que trabalham na atividade. Aqui no estado 95% do que é produzido é exportado.

>>Tóquio 2020: como acompanhar as Olimpíadas na NSC

- A Indicação Geográfica do mel de melato será uma oportunidade para quem pertence a esse território. Nessa região teremos melhorias na infraestrutura de produção e na renda, com um produto diferenciado no mercado. O mel de melato já é reconhecido mundialmente pela qualidade, é muito importante a concretização desse projeto”, destaca o presidente da Federação das Associações de Apicultores e Meliponicultores de Santa Catarina, Ênio Frederico Cesconetto.

Eduarda Demeneck

Colunista

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

siga Eduarda Demeneck

Eduarda Demeneck

Colunista

Eduarda Demeneck

Os principais acontecimentos de Lages e região.

siga Eduarda Demeneck

Mais colunistas

    Mais colunistas