nsc
    nsc

    Em sala de aula

    Professora cola a boca de alunos com fita adesiva em Campos Novos

    Compartilhe

    Eduarda
    Por Eduarda Demeneck
    27/03/2019 - 10h47 - Atualizada em: 27/03/2019 - 18h26
    Foto enviada pelos pais dos alunos

    A Secretaria de Educação de Campos Novos vai abrir, nesta quarta-feira (27), um procedimento para investigar a conduta de uma professora de Educação Física, da Escola Municipal André Rebouças, no distrito conhecido como Barra do Leão. Na última quarta-feira (20), a professora colou uma fita adesiva na boca de 19 crianças, entre oito e dez anos, do terceiro ano, em uma aula de xadrez.

    O fato chamou atenção e indignou muitos pais. No início desta semana eles se reuniram com a direção e a professora para pedir explicações. Alguns pais, que preferiram não se identificar, contaram o que ouviram dos filhos.

    — A professora estava muito nervosa, muito braba, porque não conseguia atenção deles. Então, ela disse que ia colar, que ia passar a fita na boca deles. E saiu e quando voltou trouxe o rolo de fita e começou a colar na boca de todos os alunos, disse uma mãe de um estudante.

    Em nota, a Secretaria de Educação de Campos disse que explicou aos pais que a professora não teve intenção de reprimir as crianças, mas sim estimular o silêncio na aula de xadrez. Também disse que vai apurar os fatos por meio de um procedimento próprio, e, caso seja constatada qualquer infração, tomará as medidas cabíveis. A secretaria afirma, ainda, que recebeu com surpresa o fato, e não compactua com a forma que a atividade foi realizada.

    A direção da escola também se manifestou por nota dizendo que a maioria dos pais entendeu a metodologia aplicada pela professora, e quem se sentiu lesado deve procurar pelos seus direitos. A professora de Educação Física continua trabalhando na unidade, enquanto as investigações acontecem.

    O Conselho Tutelar acompanha o caso. O Ministério Público requisitou abertura de um inquérito policial na delegacia para apurar a parte criminal. O procedimento também foi encaminhado à Vara da Infância e Juventude.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas