publicidade

Eduarda

Servidora do Fórum de Lages é presa suspeita de desviar dinheiro de ações judiciais

Compartilhe

Por Eduarda Demeneck
15/07/2019 - 13h44 - Atualizada em: 15/07/2019 - 13h44
Foto: Divulgação

Na última semana o Tribunal de Justiça de Santa Catarina detectou indícios de desvio de dinheiro de dinheiro no Sistema de Depósitos Judiciais, do Fórum de Lages. Pelo que apurou a investigação, eles eram feitos pela Chefe de Cartório da 4ª Vara Cível da comarca da cidade sem autorização do juiz.

A servidora, a mãe e a irmã foram presas na sexta-feira (12), suspeitas de desviarem dinheiro judicial. Em coletiva à imprensa, o juiz Leandro Passig Mendes disse que a suspeita é que tenham sido desviados para contas bancárias da mãe e da irmã da servidora mais de R$ 500 mil de ações judiciais que tramitam no fórum da cidade.

— São ações judiciais arquivadas há mais de uma década, que não tinham nenhuma movimentação judicial, nenhum despacho judicial. A servidora teve acesso a esses processos e aos valores que estavam pendentes de levantamento. Ela adulterou dados no sistema e conseguiu com a senha pessoal e o certificado digital fazer a expedição dos alvarás para duas pessoas beneficiárias — explicou o juiz da 4ª Vara Cível.

O crime acontecia desde 2014. Até essa segunda-feira (15), a servidora pública e a irmã continuavam presas no Presídio Regional de Lages. Já a mãe foi ouvida pelo Ministério Público e liberada. A servidora trabalhava no Fórum de Lages desde 2006. Ela teve os bens bloqueados, está afastada das funções e pode perder o cargo. O Ministério Público segue investigando o fato, já o Tribunal de Justiça abriu um processo para apurar a conduta da servidora.

Deixe seu comentário:

publicidade