nsc
    nsc

    Futuro

    Quem é o novo gerente do JEC? Saiba mais sobre Agnello Gonçalves

    Compartilhe

    Elton
    Por Elton Carvalho
    07/08/2018 - 18h52 - Atualizada em: 07/08/2018 - 22h15

    Agnello Gonçalves, gerente de futebol do Avaí até a noite desta terça-feira, será o novo executivo da área no JEC. A confirmação foi feita pelo Leão na noite desta terça-feira, mas o nome já circulava em Joinville durante todo o dia. Agnello traz no currículo os títulos da Copa São Paulo de Futebol Júnior pelo Corinthians, em 2012 e 2015. Como coordenador da base do Timão, onde ficou até 2015, também conquistou o título da Campeonato Brasileiro sub-20 (2014).

    Agnello é natural do Rio de Janeiro, formado em educação física e foi preparador físico das categorias de base do Botafogo (2002/2004) e Vasco (2008/2009). Depois da passagem pela base do Corinthians, começou, em 2016, a trajetória como gerente de futebol profissional do Avaí – tendo como grande feito o acesso para a Série A de 2017.

    Na Capital, Agnello não apareceu tanto quanto aparecerá em Joinville. No Leão, era o responsável pela captação de atletas. No entanto, quem tomava a frente do anúncio dos negócios, relacionamento com a imprensa e palavra final sempre foi o presidente Francisco José Battistotti. No JEC, terá este desafio até como mais um passo para um salto na carreira.

    Com o acerto, o Joinville passará a buscar um novo treinador. A promessa da diretoria era de que a definição do novo comandante viria após o acordo com o gerente de futebol.

    Missões

    Na semana passada, na entrevista coletiva realizada na Arena Joinville, a diretoria do JEC apresentou um relatório de ações e um pequeno esboço dos planos para o futuro. Entre os planos, está a série de missões do novo gerente de futebol do JEC, Agnello Gonçalves (foto). São 13 tarefas. Veja abaixo a lista:

    - Estabelecer relacionamentos comerciais com agentes de futebol para a compra e venda de direitos de atletas.

    - Elaborar uma política de salários com base no modelo de empresa e normais legais.

    - Controlar os direitos de imagem e de arena.

    - Coordenar programa de treinamento para atletas de alta performance.

    - Elaborar programa de premiações e produtividade.

    - Analisar relatórios da fisiologia.

    - Supervisionar e gerenciar a comissão técnica de futebol profissional.

    - Aprovar o regimento interno dos atletas de futebol profissional.

    - Elaborar uma política de captação de atletas das categorias de base.

    - Aprovar o calendário esportivo de competições de base de acordo com o calendário nacional.

    - Supervisionar o departamento médico.

    - Recomendar a contratação de comissão técnica e demais membros do quadro técnico de futebol nos níveis profissional e de base.

    - O profissional ficará subordinado ao comitê de futebol, que terá a função restrita de acompanhamento e supervisão.

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas