nsc
nsc

CICLONE BOMBA

Batalhão do Exército em Blumenau está sem telefonia desde o fim de junho

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
15/10/2020 - 16h27
Atendimento externo está sendo feito por e-mail
Atendimento externo está sendo feito por e-mail (Foto: Divulgação)

O 23º Batalhão de Infantaria do Exército, em Blumenau, está sem comunicação telefônica desde o dia 30 de junho. Tentativas de ligações externas dão ocupado ou “número inexistente” devido à combinação de dois problemas. Um, de ordem natural. O outro, burocrático.

> Receba as notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp. Clique aqui e entre no grupo do Santa.

Primeiro, um raio danificou equipamentos do batalhão durante o ciclone bomba que atingiu Santa Catarina, há três meses e meio. Quando equipes técnicas do Exército conseguiram recuperar os estragos, veio o segundo empecilho: o contrato com a fornecedora da telefonia havia terminado. Até o momento, ele não foi restabelecido.

O atendimento ao público externo está sendo feito por e-mail. Os contatos dos diferentes setores estão no site do batalhão. Um dos serviços mais prejudicados é a assistência à saúde de militares e familiares, prestada pelo Fundo de Saúde do Exército (FusEx), que demanda o agendamento de consultas prévias.

Segundo o capitão Reginaldo Constâncio da Conceição, oficial de comunicação do 23º BI, os procedimentos internos para contratar uma nova empresa de telefonia estão em andamento. A previsão é normalizar o serviço durante o mês de novembro.

> Leia também: Tragédia no Garcia que deixou 21 mortos completa 30 anos

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas