nsc
nsc

CEDIDO PELA PREFEITURA

Complexo da Polícia Civil ocupará terreno em Blumenau anunciado para escola federal

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
22/12/2021 - 06h00
Terreno fica ao lado da Via Expressa, perto da BR-470
Terreno fica ao lado da Via Expressa, perto da BR-470 (Foto: Reprodução Google Street View)

Um terreno do município no bairro Fortaleza, em Blumenau, cedido em 2018 para o Instituto Federal Catarinense (IFC) construir sede própria, agora terá destino bem diferente. A prefeitura retomou a área de 12 mil metros quadrados e entregou, com autorização dos vereadores, à Polícia Civil, que pretende erguer no local um complexo policial. A reviravolta ocorreu porque, três anos depois, o governo federal não iniciou a obra do IFC conforme havia combinado.

> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.

A nova lei, aprovada pela Câmara no pacotão de fim de ano, também prevê prazo de 36 meses para o governo estadual iniciar a construção do edifício para abrigar operações da Polícia Civil. Se as obras não começarem no prazo, o terreno volta outra vez para a prefeitura. A preocupação não é sem razão. Em 2014, a prefeitura já havia cedido o mesmo terreno ao Estado para construir uma Policlínica Regional, que jamais saiu do papel.

A área em questão fica na Rua Fritz Koegler, às margens da Via Expressa e perto da BR-470. Segundo o delegado regional, Rodrigo Marchetti, a futura unidade centralizará o plantão policial do Médio Vale do Itajaí. A atual Central de Polícia, no Garcia, será transferida para lá, assim como as divisões de investigação (DICs), a delegacia que atende à região Norte de Blumenau e uma nova unidade especializada em crimes ambientais.

— A nossa atual Central de Polícia já não comporta a demanda da terceira maior cidade do Estado, ainda mais que divide espaço com as DICs — analisa Marchetti.

Em 2017, a Polícia Civil e a Associação dos Municípios do Vale Europeu (Amve) elaboraram o esboço de um projeto semelhante, mas na Rua Itajaí, no prédio onde funcionava o antigo Centro de Saúde. Seria um complexo de três pavimentos, com 3 mil metros quadrados de área construída, orçado à época em cerca de R$ 8 milhões. Mas a proposta não foi adiante.

Marchetti diz que o esboço será adaptado ao terreno na Fortaleza. O governo estadual estaria comprometido em levar a obra adiante. Tomara que, na terceira tentativa de cessão, o imóvel municipal tenha melhor destino.

Leia também

Obras na BR-470 e na BR-280 vão parar na alta temporada

Tarifa dos táxis de Blumenau deve subir após quase seis anos

Show de fogos no Réveillon de Blumenau está mantido, diz prefeito

Por que em Blumenau obra nenhuma sai do papel sem antes virar novela

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas