nsc
nsc

Coronavírus

Grupo doa 1,5 mil máscaras PFF2 nos terminais de ônibus de Blumenau

Compartilhe

Evandro
Por Evandro de Assis
31/03/2021 - 13h43 - Atualizada em: 31/03/2021 - 14h52
Cerca de 15 pessoas participam da distribuição, que já visitou três terminais
Cerca de 15 pessoas participam da distribuição, que já visitou três terminais (Foto: Ian Giacomozzi, Divulgação)

Um grupo de voluntários está doando máscaras do tipo PFF2, usadas por profissionais de saúde, nos terminais de ônibus de Blumenau. Em três dias, 1,5 mil unidades foram entregues a passageiros do transporte coletivo nos terminais Proeb, Fortaleza e Garcia. Esse tipo de máscaras, chamado de N95 nos Estados Unidos, é um dos mais indicados para evitar o contágio pelo coronavírus.

​> Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp.​

A iniciativa, chamada de Blumenau Pela Vida, une cerca de 15 integrantes de sindicatos, movimentos sociais e partidos de esquerda, como PSOL, PT e PCB. Segundo o economista Pedro Ivo Ferreira de Menezes, um dos organizadores, a ação é inspirada em experiências de outros estados, como o Qual Máscara, do Rio de Janeiro, e o PFF2 Para Todos, com atuação em vários estados. Entre os participantes em Blumenau há profissionais de saúde e professores.

> Qual a máscara mais segura contra o coronavírus?

O objetivo é disseminar informações sobre o uso de máscaras adequadas, que protejam de verdade contra o coronavírus, em especial contra as novas variantes, mais contagiosas. Desaconselhadas no início da pandemia, devido ao risco de escassez do equipamento em hospitais e ambulatórios, hoje as PFF2/N95 têm fornecimento regular e podem ser adquiridas em lojas especializadas ou via internet.

Além das máscaras, os usuários de ônibus recebem materiais informativos sobre como usar e reutilizar o equipamento de proteção individual. Movimentos como o Blumenau pela Vida também pretendem cobrar do poder público ações de distribuição de máscaras como forma de reduzir o contágio por coronavírus, além de medidas de restrição de circulação e testagem em massa.

— Como tem camisinha para distribuição na Oktober, poderia ter um dispenser com máscaras nos terminais e em outros locais — compara Ferreira.

A ação não despreza as máscaras de tecido usadas pela maioria da população. São melhores do que não usar proteção alguma. Porém, as PFF2 têm mais camadas para filtrar o ar e vedam melhor nariz e boca. Elas podem ser reutilizadas sem a necessidade de lavar. Basta deixar a máscara descansando à sombra entre três e sete dias. Uma máscara desse tipo custa a partir de R$ 3, mas os valores ainda variam muito a depender da quantidade a ser adquirida.

O grupo de voluntários blumenauenses está buscando apoio para comprar um novo lote de máscaras e distribuir nos terminais urbanos. Para mais informações, acesse a página de Instagram Blumenau Pela Vida.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto no WhatsApp. Basta clicar aqui.

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Evandro de Assis

Colunista

Evandro de Assis

Notícias e comentários exclusivos sobre o cotidiano de Blumenau e do Vale do Itajaí.

siga Evandro de Assis

Mais colunistas

    Mais colunistas