Manifestações de pais e professores temerosos com a volta às aulas após o ataque ao Centro de Educação Infantil Cantinho Bom Pastor, quarta-feira (5), levaram a prefeitura de Blumenau a dar férias coletivas a escolas e creches. Durante a semana de recesso, as autoridades pretendem avançar na contratação de seguranças para as unidades da rede municipal. O retorno à normalidade estava agendado para segunda-feira (10), mas houve uma reviravolta no sábado.

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Causou preocupação no governo municipal o número de mensagens em redes sociais de pais afirmando que não enviariam os filhos para as aulas. E de servidores reivindicando a presença de seguranças nos acessos às escolas e creches. No sábado, um grupo de manifestantes percorreu a Rua XV de Novembro para pedir Justiça e mais segurança.

— Nossos servidores não estavam seguros em retornar sem os seguranças — disse o secretário de Educação, Alexandre Matias (PSDB).

Há duas alternativas em estudo para providenciar a presença de homens armados diante de escolas e creches. A primeira, sinalizada pelo Estado, é a contratação de policiais e bombeiros aposentados. Na segunda hipótese, o próprio município contrataria um serviço privado.

Continua depois da publicidade

Prevenção a ataques como o de Blumenau passa por reafirmar a escola

Durante a live das autoridades municipais e da Segurança Pública com os profissionais da rede, quinta-feira (9) à tarde, a caixa de comentários no YouTube ficou repleta de mensagens críticas ao retorno sem mudanças perceptíveis na proteção dos espaços educacionais. Hildebrandt deixou claro que a prefeitura de Blumenau precisaria de tempo para implantar melhorias como a instalação de câmeras, a elaboração de um plano de contingência para episódios de violência, a contratação de seguranças e a criação de uma equipe multidisciplinar, incluindo psicólogos, para atender às unidades.

Estaduais e particulares

Até a publicação deste texto, a Secretaria de Estado da Educação havia confirmado o retorno às aulas em Blumenau para esta segunda-feira (10). As maiores escolas particulares não haviam comunicado alteração no plano de volta às aulas. A se confirmar a situação, parte das crianças e adolescentes de Blumenau terão aulas normais nesta semana, enquanto as da rede municipal ficarão em casa.

A creche privada Cantinho Bom Pastor, vítima do homem de 25 anos que matou quatro crianças, agendou uma reunião com autoridades para esta segunda, quando pretende discutir o futuro da unidade.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Polícia analisa pedir exame de insanidade mental de autor de ataque a creche em Blumenau

Cidades de SC optam pelo caminho mais fácil e começam a transformar escolas em “bunkers”

Professora de creche atacada em Blumenau recebe alta após sofrer infarto

Blumenau anuncia 125 câmeras e mais psicólogos em escolas e creches

Destaques do NSC Total