A ponte da BR-470 com iminente risco de colapso estrutural, entre Apiúna e Ibirama, está mais perto de finalmente entrar em reformas. Nesta segunda-feira (27), o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) aceitou proposta da empreiteira gaúcha Sogel na terceira tentativa de licitar o trabalho, que custará R$ 15 milhões. A ponte tem 202 metros de comprimento e é vital para a infraestrutura de Santa Catarina.

Receba notícias de Blumenau e região direto no Whatsapp

Desde 2016 relatórios do DNIT indicam problemas graves na estrutura da ponte, como ferragens expostas, fissuras no concreto, infiltrações, corrosão da armadura e erosão do concreto em contato com a água. O edital de licitação prevê reforços em vigas, pilares, lajes e estacas. Para o usuário, a diferença mais perceptível será a ampliação da largura de 9,40 metros para 15,20 metros, com dois metros de acostamento de cada lado e mais um passeio de dois metros em uma das laterais.

Governo Lula empenha bolada para a BR-470 já no início de 2023

Nas duas tentativas anteriores de licitar a obra, nenhuma empreiteira habilitou-se a concorrer. A avaliação era de que os valores estavam abaixo dos de mercado. Uma revisão do orçamento teve de ser feita, mas todo o processo levou cerca de dois anos.

Continua depois da publicidade

Entidades empresariais de Santa Catarina vinham fazendo pressão pela urgência da obra. A chamada Ponte Sobre o Rio Itajaí-Açu 2 é estratégica para o Estado. Não existe travessia alternativa. Um eventual colapso inviabilizaria a BR-470 como rota de cargas, aumentaria os custos para o transporte rumo aos portos e isolaria municípios do Alto Vale do Itajaí.

Agora é torcer para que o contrato seja assinado e as obras iniciadas o mais rápido possível.

Receba textos e vídeos do colunista Evandro de Assis direto do Whatsapp

Leia também

Cidades do Vale Europeu procuram “irmãs” em região da Alemanha

Quando Blumenau sonhou pela primeira vez com o ar-condicionado nos ônibus

Tragédia no litoral paulista segue enredo bem conhecido em SC

Um conhecido sobrenome está de volta à Câmara de Blumenau

Destaques do NSC Total