O técnico Argel Fuchs foi o convidado do Debate Diário desta terça-feira. Durante a participação na CBN Floripa falou sobre tudo, incluindo ideias de trabalho, treinamento e formação de time, analisou o futebol mundial e os atletas atuais, aprovou a escolha de Dorival Júnior para a Seleção Brasileira e, claro, projetou o Catarinense 2024, ressaltando o favoritismo do Criciúma, mas analisando a força do Avaí, que segundo ele “pode chegar”.

Continua depois da publicidade

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Também lembrou histórias das passagens pelos cinco grandes de Santa Catarina, mas deixou no ar uma previsão/desejo de voltar aos dois clubes com os quais estabeleceu uma relação mais forte no estado, Figueirense e Criciúma. 

Comissão de arbitragem admite erro em Figueirense X Joinville e “interferência” em Hercílio Luz X Avaí

Continua depois da publicidade

As cinco lições do Figueirense contra o Brusque que o time precisa entender e seguir ou corrigir

“Um dia eu vou voltar! Vou voltar a trabalhar no Figueira ou no Criciúma. Isso eu não tenho dúvida nenhuma. Até porque a gente tem um carinho muito grande. Nós temos uma passagem muito marcante pelo Criciúma e pelo Figueira.”

Argel teve realmente passagens mais marcantes pelos dois clubes, com fuga do rebaixamento na Série A em 2013 no Tigre e 2014 no Figueirense, e acesso pelo Criciúma da Série C para a Série B em 2010, e título estadual pelo Figueirense em 2015. 

Além disso, treinou também o Joinville, em 2012, o Avaí no final do mesmo ano, e a Chapecoense em 2023. Acumulando ainda outras passagens menos marcantes pelo Criciúma e pelo Figueirense. 

Continua depois da publicidade

Confira a participação de Argel Fuchs no Debate Diário, da CBN Floripa:

Destaques do NSC Total