Em termos de resultado, talvez a goleada do Athletico sobre o Cuiabá chame mais atenção do que a arbitragem na primeira rodada do Brasileirão. Ou a vitória do Fortaleza sobre o São Paulo, no Morumbi. Em termos de atuação, nenhuma equipe se destacou. Nem os favoritos, Palmeiras e Flamengo, que tiveram vitórias magras.

Continua depois da publicidade

Entre na comunidade do WhatsApp de Colunistas do NSC Total

VÍDEO: Criciúma empata com o Juventude na estreia da Série A 2024

Mas o que mais repercutiu na primeira rodada do Brasileirão foi a arbitragem. No caso do Flamengo uma vitória que veio aos 51 do segundo tempo com intervenção indevida do VAR, em lance bastante discutível. É um pênalti que em campo poucos dariam, e mesmo com avaliação positiva dos especialistas como PC de Oliveira no Sportv, ainda fica bastante discutível.

Leia mais notícias do Esporte no NSC Total

Continua depois da publicidade

Clique aqui para entrar na comunidade do NSC Total Esporte no WhatsApp

Em Criciúma, na volta do Tigre ao Brasileirão, o VAR demorou longos seis minutos para traçar linhas de impedimento para checar uma posição irregular e anular marcação de pênalti para o Criciúma. É muito tempo. No Rio, Lucas Piton, lateral esquerdo do Vasco, quase levou a bola pra casa com uma carregada com o braço e o VAR checou e manteve o erro de campo, com o teimoso Flávio Rodrigues de Souza.

A arbitragem promete no Brasileirão. Pela primeira rodada, os erros em campo e o VAR intervencionista vão seguir pelos gramados rodada a rodada. E o futebol? Em segundo plano.  

Confira imagens da primeira rodada:

Destaques do NSC Total