Capitão do tricampeonato 2002-2004, técnico do acesso à Série A de 2010, Márcio Goiano, uma das referências mais fortes da história recente do Figueirense, foi o entrevistado do Em Cima do Lance desta terça-feira. O programa da CBN Floripa iniciou uma série de entrevistas com nomes históricos do clube nesta semana da decisão contra o Manaus, que vale a permanência na Série C do Brasileiro. 

Continua depois da publicidade

Receba notícias de Grande Florianópolis pelo WhatsApp

Goiano, atualmente treinador do Goiatuba, da segunda divisão em Goiás, lembrou dos tempos em que vestiu a camisa do clube, como treinador e jogador, e demonstrou confiança na permanência do Figueira na terceira divisão nacional.

FOTOS: Figueirense e 7 erros decisivos para o fracasso da temporada 2023

“É um jogo bem complicado, mas acredito que vai dar tudo certo. Como torcedor, estou sempre acompanhando. A gente sempre quer o melhor para o clube. Esse jogo vai ser um jogo em que a torcida vai apoiar. A torcida do Figueirense sempre foi presente. É uma torcida que cobra e que também apoia. A gente espera que o Figueirense possa garantir a manutenção do clube na Série C e depois se organizar.”

Continua depois da publicidade

Justamente neste ponto entrou a crítica do Capitão. Goiano entende que o Figueirense errou demais e não pode jogar a conta apenas na falta de dinheiro para ter um time mais forte.

“O futebol é caro, mas você paga pelos erros, pela gestão, pela administração. Eu conheci um Figueirense organizado. Mesmo você tendo um discurso que não tem dinheiro, você tem que ter pessoas competentes pra olhar esse mercado. O Brasil é bem grande. Dá pra fazer. Basta você ter essa sensibilidade. Não é fácil, tem que ter esse olho no mercado pra trazer jovens e buscar esses jogadores.”

Entenda o que motivou o desfalque de Wilson para o resto da temporada 2023 do Figueirense

Confira a entrevista com o Capitão Márcio Goiano no Em Cima do lance, da CBN Floripa:

Destaques do NSC Total