nsc
    nsc

    Trabalho Voluntário

    Centro de Valorização da Vida abre inscrições para voluntários em Blumenau

    Compartilhe

    Fernanda
    Por Fernanda Nasser
    15/02/2021 - 15h33
    Sede do CVV
    Sede do CVV (Foto: Gilmar de Souza)

    Mesmo durante a pandemia, o trabalho voluntário e gratuito do Centro de Valorização da Vida (CVV) não parou. Foi preciso se adaptar para continuar prestando serviços nestes novos tempos, e a tarefa não é fácil.

    > Receba notícias de Blumenau e do Vale por WhatsApp. Clique aqui e entre no grupo do Santa

    — A maioria dos voluntários fazia o atendimento telefônico em um dos mais de 120 postos em todo o país e, com a necessidade do isolamento social, esse modelo sofreu forte impacto — afirma Carlos Correia, voluntário e porta-voz do CVV.

    Em fevereiro de 2020, antes do isolamento social, somente 8% dos atendimentos eram realizados de maneira remota e, dois meses depois, essa modalidade já representava mais de 60% dos atendimentos.

    — Conseguimos agir muito rápido para evitar que as pessoas que nos procuram ficassem sem apoio emocional — complementa o porta-voz.

    Nem todos os voluntários conseguiram se adaptar ao novo modelo, alguns se afastaram da atividade, e nem com essa redução o CVV deixou cair o volume de atendimento.

    — Até hoje, muitos voluntários fazem plantões extras para ajudar nesse momento atípico. Não é a primeira vez nos 59 anos do CVV em que vemos os voluntários se doando ainda mais em momentos críticos — comenta Carlos.

    Então, para aumentar a capacidade de atendimento, os postos do CVV realizam cursos gratuitos de capacitação e seleção para novos voluntários, e estão abertas as inscrições para Blumenau.

    Para quem tiver interesse em realizar o curso, basta se inscrever pelo site, na página “voluntário”. Para isso é necessário ter acima de 18 anos e ter tempo disponível.

    O suicídio é um problema de saúde pública que muito preocupa e o movimento Setembro Amarelo, ajuda a divulgar e a conscientizar a população.

    Em Blumenau, o CVV existe desde outubro de 1985, com 40 voluntários.

    > Setembro Amarelo: uma conversa com uma porta-voz do CVV em Blumenau

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas