nsc
nsc

Entrevista

Uma conversa com o líder do Conselho Municipal de Política Cultural de Blumenau

Compartilhe

Fernanda
Por Fernanda Nasser
12/08/2019 - 15h11 - Atualizada em: 12/08/2019 - 15h13
(Foto: Sabrina Marthendal)

Há dois anos à frente do Conselho Municipal de Política Cultural de Blumenau (CMPC), Elton Gomes foi reeleito presidente por unanimidade pelos Conselheiros empossados no dia 25 de julho, na Fundação Cultural de Blumenau, para a gestão 2019/2021. 

Conhecido por ser um líder mediador, que ouve com atenção, que aconselha, Elton Gomes busca construir novas possibilidades por meios de diálogos para resolver antigos problemas. 

O novo presidente do CMPC nasceu em Blumenau, em 1989, é formado em Administração pela Universidade Regional de Blumenau (FURB), e nos últimos seis anos trabalhou na gestão pública na Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina como assessor parlamentar. 

É folclorista desde 2010, e atualmente coordena o Tanz-und Spielgruppe Gartenstadt - Grupo Folclórico do Grêmio Esportivo Olímpico, e atua também como vice-presidente do Instituto de Artes Integradas de Blumenau (Inarti), entidade responsável, junto à Fundação Cultural, em organizar e realizar o Festival Nacional de Teatro para Crianças e Jovens de Blumenau (Fenatib). 

Filho de Geovani Alves Gomes e Juliana Theiss Gomes, e irmão de Elvis, Elton Gomes é um apaixonado pela dança e foi ela a porta de entrada para a área da Cultura e da Política Cultural. Confira nosso bate-papo: 

Hobby: Dançar.

Lugar Inesquecível: Brasília (o céu de lá é lindo).

Música: Cool Kids, de Echosmith e Stronger (What Doesn't Kill You) de Kelly Clarkson.

Mania: Ficar cheirando a mão (risos).

Filme: Gosto de muitos filmes e de séries, mas um que me inspira é “O Fabuloso Destino de Amélie Poulain” e as séries Merlí e Glee.

Luxo: Estar de férias e viajar.

Signo: Escorpião.

Não vive sem: Minha família e meus amigos.

Sonho: Um mundo mais justo para todos.

Caos: Meu tempo, minha agenda.

Cultura: Transformação.

Comida preferida: Pastel.

Cidade que moraria: Blumenau (sempre).

Em quem se inspira: Pepe Mujica, Manuela D’avila.

Livro: A Elite do Atraso (Jessé Souza).

Como foram os dois anos à frente do CMPC? 

Foi uma experiência incrível, de muito trabalho, mas também de muito aprendizado, de ampliar o conhecimento da área cultural, de conhecer pessoas de outras áreas, de muita troca, afeto e responsabilidade. 

Quais as principais conquistas do Conselho nestes dois anos? 

A principal conquista foi a transformação do nosso edital do fundo municipal de cultura em prêmio. Era uma demanda antiga da classe artística, e com essa alteração os processos tanto de inscrição, quanto de execução e prestação de contas foram desburocratizados, facilitando a vida do artista e dos produtores culturais. Sem sombra de dúvida uma grande conquista do Conselho. 

Qual o principal acerto do Conselho na gestão anterior? 

O diálogo. Conseguimos criar um bom canal de comunicação com o governo. O atual presidente da Fundação Cultural de Blumenau, Rodrigo Ramos, foi e é um grande parceiro, sempre aberto para ouvir as demandas do Conselho e da classe artística. 

Quais os principais desafios para os próximos dois anos? 

É o de pensar em uma forma de financiamento da cultura municipal, como, por exemplo, uma Lei de Mecenato Municipal, que junto ao Fundo (que precisa ser ampliado o valor) possa dar um suporte maior aos artistas, à arte e à cultura artística da nossa cidade. A área Cultural também faz girar a roda da economia do município. 

Futuro: É agora.

Conselho: Viva.

Frase pra vida: Quem anda no trilho é trem de ferro. Sou água que corre entre pedras - liberdade caça jeito (Manoel de Barros).

Fernanda Nasser

Colunista

Fernanda Nasser

A vida da sociedade catarinense, especialmente do Vale do Itajaí. Fotos e informações das melhores e mais glamourosas festas e de quem é destaque.

siga Fernanda Nasser

Fernanda Nasser

Colunista

Fernanda Nasser

A vida da sociedade catarinense, especialmente do Vale do Itajaí. Fotos e informações das melhores e mais glamourosas festas e de quem é destaque.

siga Fernanda Nasser

Mais colunistas

    Mais colunistas