Um dos grandes momentos do Pianístico 2019, ocorre já na tarde do primeiro dia do festival, 19 de setembro, a partir das 16h, quando o público será convidado a tomar um chá com a célebre Chiquinha Gonzaga, a primeira musicista de choro, e a primeira mulher a reger uma orquestra no Brasil, no início do século 20. Chiquinha será interpretada pela pianista Olinda Allessandrini. O espetáculo será no palco da Sociedade Harmonia-Lyra (Rua XV de Novembro, 485).

Continua depois da publicidade

Oitenta ingressos para o mezanino do teatro estão sendo distribuídos gratuitamente no site Enjoy Ticket.

Outra opção, a quem tiver interesse de reservar um lugar e degustar do cardápio de época especialmente preparado para o evento, são os ingressos para o "salão" do teatro, que já podem ser adquiridos ao preço de R$ 80 na bilheteria da sociedade.

Especial Rock na Casa 97

Nesta quinta-feira, a partir das 19h, será uma noite dedicada aos ícones imortais do rock, na Casa 97 (Rua Arco-Íris, 97, Iririú).

Continua depois da publicidade

Steve Ray, Jimmy Hendrix, Prince, Eric Clapton, Mark Knopfler, Gary Moore, e muitos outros homenageados. Ingressos a R$ 15.

Show Nando Viana

Domingo, às 19h, ocorre no Teatro Unisociesc (Rua Gothard Kaesemodel, 833), o novo show de Nando Viana, “Coloca o cinto que a viagem vai ser longa”. Ingressos no www.minhaentrada.com.br.

Diálogos Urgentes de Cinema

Hoje, às 19h, acontece o Projeto Diálogos Urgentes de Cinema 2019, no Sesc Joinville (Rua Itaiópolis, 470), com apresentação de “As Mil Mulheres”, de Rita Toledo. O documentário tem 84 minutos, e censura 10 anos. No filme, quatro artistas desenvolvem obras inspiradas por histórias de outras mulheres, e ao entrelaçar arte e ativismo, o filme lança luz às diversas faces do feminismo hoje. As convidadas desta edição são Bárbara Bublitz, Bárbara Elice da Silva de Jesus, Bia Alvarez, Helga Tytlik, Prika Lourenço, e Raijane Santos da Silva. Para mediar a conversa, Suane Souza, psicóloga clínica e gestalt terapeuta. Entrada franca, sem a necessidade de retirada de ingressos (sujeito à lotação).

Apresentação e oficina de teatro com grupo de Porto Alegre

A cidade de Joinville recebe hoje, 27, das 14h às 18h, a Oficina de Vivência com a Tribo, e às 19h, o Debate sobre questões de gênero no teatro brasileiro contemporâneo.a Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz, de Porto Alegre, com a Desmontagem Evocando os Mortos – Poéticas da Experiência, a Oficina de Vivência com a Tribo e um Debate sobre questões de gênero no teatro brasileiro contemporâneo. Em todas as atividades haverá o uso do instrumento de acessibilidade libras para deficientes auditivos e programa em braile para deficientes visuais. A programação em Joinville, com entrada franca, acontece no Galpão da AJOTE (Rua XV de Novembro, 1383) e tem apoio local do Grupo Dionisos Teatro e da Associação Joinvilense de Teatro.

Continua depois da publicidade

A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz
A Tribo de Atuadores Ói Nóis Aqui Traveiz foi criada em 1978 e é um dos grupos de Teatro mais antigos, atuantes e importantes do país. Desde então, desenvolve pesquisas de linguagem em Teatro de Rua e na vertente intitulada Teatro de Vivência (encenação itinerante onde público e atores estão inseridos em um mesmo ambiente cenográfico). (Foto: Margareth Leite)

Destaques do NSC Total