nsc
    nsc

    Dicas

    Professor da UFSC especialista em pandemias indica medidas de proteção para a ida ao mercado

    Compartilhe

    Laine
    Por Laine Valgas
    19/03/2020 - 07h37 - Atualizada em: 23/03/2020 - 11h09
    mercados
    (Foto: Germano Rorato / Agencia RBS)

    O professor do Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) Oscar Bruna-Romero estabeleceu algumas medidas de prevenção fundamentais no combate à pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19).

    Ele traz orientações a serem utilizadas no cotidiano da população, como ao usar um veículo ou na ida ao mercado. Bruna-Romero é doutor pela Universidad de Navarra, na Espanha, e tem experiência em imunologia, biologia molecular, virologia/parasitologia, atuando principalmente nos seguintes temas: vírus recombinantes, desenvolvimento de vacinas e diagnóstico imunológico e molecular de doenças infecciosas.

    “Esta semana ainda poderemos ir ao mercado sem máscara. Quando os casos começarem a aumentar, pode ser que tenhamos que escolher horários do dia em que o mercado esteja mais vazio”, alertou o professor.

    Ele esclareceu que a máscara cirúrgica comum não protege e só serve para evitar que uma pessoa doente espalhe ainda mais a infecção. Veja as medidas de precaução definidas pelo professor:

    1. Nunca fique a menos de um metro de outro ser humano.

    2. Considere sempre a sua mão suja. Nunca leve a mão à boca, ao olho ou nariz enquanto estiver no mercado, nem para coçar, nem para tocar nos cabelos.

    3. Pague suas compras no cartão. Não aceite moedas e muito menos notas de papel até depois da pandemia.

    4. Guarde álcool gel e álcool 70 com um rolo de papel toalha no carro. Coloque as compras no porta-malas e, em seguida, abra a porta do carro e passe álcool gel na mão (ainda fora do veículo). Molhe uma folha de papel toalha com álcool 70 e passe no volante, no freio de mão e na alavanca das marchas. Passe também na maçaneta (alavanca) da porta de dentro do carro, nos controles dos vidros e nos controles do rádio. Não faça desinfecção do carro por fora, é necessário sempre considerar que o veículo possa estar contaminado. Feche a porta, sente-se e desfrute a viagem.

    5. Ao chegar em casa, lave bem as frutas. De preferência, mergulhe as verduras por dez minutos numa bacia grande com meio copo de água sanitária. O ideal é lavar todos os alimentos em um mesmo dia, retirando os vestígios da solução com um enxágue com bastante água. Depois disso, deixar os legumes, frutas e verduras na geladeira em vasilhas fechadas e sem água, utilizando-os durante os próximos três dias.

    6. Caso tenha comprado itens que não são comestíveis, passe um álcool 70 neles ou deixe ao sol direto por duas horas, no mínimo.

    7. Sempre que chegar em casa da rua, tire os sapados e troque a roupa. Lave os braços até o cotovelo. É fundamental ter uma ‘roupa de casa’, e a ‘roupa de rua’ que não quiser lavar diariamente, deixe sempre no mesmo lugar. Volte a vesti-la apenas imediatamente antes de necessitar sair para a rua novamente. Não transite em casa com ‘roupa de rua.

    8. Passe álcool 70 em todas as torneiras das pias de casa uma vez por dia, nas maçanetas das portas e nas chaves de casa e do carro.

    9. Passe álcool 70 no seu celular, tablet, notebook, teclados e mouse uma vez por dia. Considere-os sempre sujos (lave as mãos ou passe álcool gel depois de usar).

    10. E, claro, sempre em caso de dúvida: lave as mãos.

    Veja o que pode ou não funcionar em SC com o decreto de emergência:

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas