nsc
    nsc

    SÍNDROME DE BECKWITH WIEDEMANN

    Um olhar de carinho para Luiz Henrique

    Compartilhe

    Laine
    Por Laine Valgas
    22/06/2020 - 08h00 - Atualizada em: 22/06/2020 - 12h46
    Luiz Henrique tem a Síndrome de Beckwith Wiedemann
    Luiz Henrique precisa da nossa ajuda.

    A semana começa nos convidando a praticar a empatia e nos colocarmos no lugar da Fabiana, moradora de Biguaçu: ela é mãe do pequeno-grande guerreiro Luiz Henrique, de 1 ano e 4 meses, que nasceu com uma condição genética rara e precisa muito de nós.

    Faby se sente de mãos atadas – segundo ela, Luiz tem a síndrome de Beckwith Wiedemann, que o faz ter rins, fígado e língua muito grandes, o que dificulta muito alimentação do menino. “Ele acaba mordendo a linguinha e tem que fazer suplementação alimentar com mamadeira e Leite Nan Comfort 3 (são 300 ml praticamente de 4 em 4 horas). Sem falar que, quando ele nasceu, ficou 3 meses internado e teve 3 infecções. Por isso, faz uso de algumas medicações como Ceclor, Neutrofer, Puravit e Nasonex. E ainda está tratando um câncer nos rins”, conta.

    Luiz Henrique tem a Síndrome de Beckwith Wiedemann
    Luiz tem a Síndrome de Beckwith Wiedemann
    (Foto: )

    A única forma de salvá-lo é fazendo uma cirurgia chamada Glossectomia Parcial, que vai diminuir o tamanho da língua, permitindo que ele possa comer, falar e respirar normalmente. Mas o orçamento inicial é muito alto para a família: R$ 30 mil. Por isso, eles criaram uma vaquinha online, que você pode acessar clicando aqui.

    Vale contribuir com o que você quiser e puder. Luiz espera, desde junho de 2019, por uma resposta do INSS, sobre um benefício a que tem direito, o BPC. Por ter que cuidar dele, Fabiana não consegue trabalhar e o salário do pai foi reduzido, em função da pandemia – por mês, eles precisam de R$ 1,3 mil para manter a dieta e remédios do menino. Para quem preferir fazer depósito bancário, aqui vai a conta:

    Banco Bradesco

    Agência: 2937

    Conta: 192651

    CPF: 05884795947

    Em nome de Paulo Henrique da Silva Júnior

    Luiz Henrique
    (Foto: )

    Para conhecer mais a história do garoto, e toda a prestação de contas, acesse @ajudeoluizhenrique no Instagram ou ligue para a Fabiana, no (48) 99857-5011. Vamos ajudar esse pequeno anjo?

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas