nsc
nsc

Lari na Cozinha

Feijoada é receita perfeita para saborear nos dias de frio

Compartilhe

Larissa
Por Larissa Guerra
04/06/2021 - 14h34
Prato tradicionalíssimo brasileiro, a feijoada é uma ótima pedida para os dias mais frios
Prato tradicionalíssimo brasileiro, a feijoada é uma ótima pedida para os dias mais frios (Foto: Arquivo Pessoal)

Essa é daquelas receitas que cada família têm a sua e cada uma vai defender que a sua é a melhor. Por isso, sem nenhum pingo de modéstia, eu digo: a minha feijoada é uma das melhores do mundo hehehe

Fazer feijoada não é exatamente algo complexo, mas o tempo e algumas técnicas simples são decisivas para que o prato fique ainda mais saboroso. É um desses pratos que mostra que cozinha é ritual. Enquanto fazia essa feijoada, escolhi uma playlist regada a Jorge Ben e Tim Maia e me emocionei lembrando o quanto de história tem nesse prato tão brasileiro. Lembrei das festas que já fiz servindo feijoada, dos amigos e da família enchendo a casa e a mesa. Pra mim, feijoada não é receita para se comer sozinho ou em dupla. Perde a graça.

Por isso as quantidades aqui hoje não são bem exatas. Normalmente cozinho um quilo de feijão e sobra generosamente para encher potes de sorvete que irão ao congelador. Depois, posso inclusive fazer outros pratos a partir dela: bolinho de feijoada, tutu, sopa de feijão e eventualmente um chilli mexicano.

Também dou muita importância à escolha dos acompanhamentos - e aqui nesse caso, eu prefiro fugir das frituras e escolher opções que trazem equilíbrio e mais complexidade para o paladar. A combinação imbatível pra mim reúne tartar de banana, laranja bahia, couve refogada, farofa e arroz. 

Ingredientes:

1kg de feijão preto

1kg de costelinha suína cortada em pedaços

500g de lombo suíno defumado

1 linguiça calabresa

1 linguiça Blumenau

Folhas de louro

Cascas de laranja bahia

Sal a gosto

Preparo: 

O preparo da feijoada começa na véspera: deixe a costelinha e o lombo de molho para dessalgar por no mínimo 12h. Escolha o feijão e, em um recipiente, coloque-o de molho com mais ou menos o dobro da quantidade de água. Deixe de molho por no mínimo 12h - e se possível, escorra e troque a água durante esse período. Essa técnica é conhecida como remolho e é fundamental para hidratar os grãos, diminuir o tempo de cozimento e eliminar toxinas presentes nos grãos e que acabam dando aquela sensação de peso no estômago.

Passadas as 12h, escorra o feijão, transfira os grãos para uma panela, cubra com água - para 1kg de feijão costumo usar 3 litros de água - e coloque umas folhas de louro. Leve ao fogo e deixe cozinhar.

Uns 40 minutos depois, coloco a costelinha e as cascas de duas laranjas bahia. As cascas deixam uma nota cítrica bem gostoso na feijoada e também ajudam a "sugar" um pouco da gordura das carnes. Aliás, se a costelinha for muito gordurosa, recomendo cozinhar tudo separadamente e depois incorporar ao feijão. Como nesse caso eu uso costelinhas defumadas artesanalmente e com pouca gordura, acabo cozinhando tudo junto.

Com cerca de 1h30 de cozimento, incorporo o lombinho cortado previamente em cubos. De vez em quando é bom ir mexendo a sua feijoada para que os grãos não grudem no fundo da panela e queimem. Quando o feijão estiver bem cozido, finalizo dourando em uma frigideira as linguiças previamente cortadas em rodelas - e aí coloco-as bem douradinhas na feijoada - e não descarto a gordura, que será usada na couve.

Como já uso diversos defumados, não costumo colocar sal na feijoada. Se você achar necessário, coloque o quanto bastar.

Acompanhamentos:

Para o ceviche de banana: 3 bananas, meia cebola roxa picada, coentro picado a gosto, suco de um limão, sal a gosto, pimentas a gosto (com pimenta dedo de moça fica perfeito!). Pique tudo, misture e leve à geladeira até a hora de servir.

Para o arroz: Uma xícara de arroz, um dente de alho picado, um pouco de óleo. Refogue e adicione duas xícaras de água - uma folha de louro aromatiza o arroz também e fica uma delícia. Deixe cozinhar até secar a água. 

Para a couve: Um maço de couve cortado bem fininho. Refogue na gordura que sobrou ao dourar as linguiças para a feijoada. Finalize com sal. Se quiser, adicione um pouquinho de alho.

Para a farofa: Duas cebolas cortadas em fatias, 40g de manteiga, um dente de alho. Refogue bem até caramelizar as cebolas. Adicione 120g de farinha de mandioca, tempero verde, sal e pimenta do reino a gosto.

Para a laranja: Duas laranjas-bahia. Descasque-as e corte em gomos. Leve à geladeira até a hora de servir e use as cascas na feijoada.

Larissa Guerra

Colunista

Larissa Guerra

A comunicadora da Atlântida Blumenau e chef de cozinha Larissa Guerra traz receitas deliciosas e simples para fazer em casa. Toda semana um prato diferente para você testar e arrasar na cozinha.

siga Larissa Guerra

Larissa Guerra

Colunista

Larissa Guerra

A comunicadora da Atlântida Blumenau e chef de cozinha Larissa Guerra traz receitas deliciosas e simples para fazer em casa. Toda semana um prato diferente para você testar e arrasar na cozinha.

siga Larissa Guerra

Mais colunistas

    Mais colunistas