nsc
nsc

VAKINHA

DJ de Florianópolis precisa de ajuda para se recuperar de grave acidente

Compartilhe

Leo
Por Leo Coelho
23/09/2021 - 08h39 - Atualizada em: 23/09/2021 - 09h21
Mike era também produtor musical e tinha uma sensibilidade artística muito singular, com preferência por músicas que desencadeavam uma reflexão profunda do ser.
Mike era também produtor musical e tinha uma sensibilidade artística muito singular, com preferência por músicas que desencadeavam uma reflexão profunda do ser. (Foto: redes sociais/divulgação)

Dj Mike está passando por grandes dificuldades de saúde. Aos 37 anos o catarinense sofreu um grave acidente em junho de 2018, em Lages. Natural da serra catarinense, o artista fez história como residente no Confraria das Artes, famosa balada na Lagoa da Conceição entre 2004 e 2013. Mike foi atropelado por um caminhão ao atravessar a rua e sofreu politraumatismo craniano, ficando em coma por três meses. Passou por diversas cirurgias complexas.

Dona Nara, mãe de Mike, dedica seu tempo para cuidar do filho
Dona Nara, mãe de Mike, dedica seu tempo para cuidar do filho
(Foto: )

> Música criada em Floripa dá as boas-vindas à primavera

Os médicos que atenderam Mike relatam que foi um milagre ele ter sobrevivido. A situação é delicada, já que ele não fala, não movimenta os membros inferiores e teve os movimentos das mãos comprometidos. Uma reabilitação é possível, porém o processo é longo e complexo, necessitando um tratamento multidisciplinar.

Para auxiliar, a amiga Laila Zapelini criou uma campanha na internet pedindo doações. O auxílio será destinado ao tratamento e equipamentos, que inclui cadeira de rodas, fisioterapia, fonoaudiólogo, cuidador, prótese para os pés, fraldas e medicamentos.

Mike foi residente do Confraria das Artes, na Lagoa da Conceição
Mike foi residente do Confraria das Artes, na Lagoa da Conceição
(Foto: )

> Dublê da Beyoncé confirma rasante em Floripa

Mike morou durante muitos anos em Florianópolis. Tímido, porém muito carismático, fez grandes e verdadeiras amizades ao longo dos anos. Para ajudar no tratamento de câncer da mãe, retornou a Lages, abandonando por um tempo a sua maior paixão: a música.

A mãe de Mike, Ivana Saionara da Luz, após ter superado a doença, presenciou o acidente do filho e se dedica exclusivamente à recuperação dele. Dona Nara, como é conhecida, precisou afastar-se durante um ano do trabalho como professora do Estado para acompanhar o filho e prestar-lhe os cuidados necessários. Sua situação financeira não lhe permite proporcionar o tratamento adequado e fundamental para a melhoria do quadro clínico atual que o filho vive. Quando precisou voltar ao trabalho, a professora teve de contratar um cuidador.

Clique aqui para ajudar nesta campanha do bem!

Leo Coelho

Colunista

Leo Coelho

Referência no segmento social e com vasta experiência no mercado, o jornalista traz informações relevantes e exclusivas sobre Florianópolis. Notícias de bastidores da sociedade, círculos de influência, curiosidades, frases e causos. Os olhos e ouvidos da NSC na Capital catarinense.

siga Leo Coelho

Leo Coelho

Colunista

Leo Coelho

Referência no segmento social e com vasta experiência no mercado, o jornalista traz informações relevantes e exclusivas sobre Florianópolis. Notícias de bastidores da sociedade, círculos de influência, curiosidades, frases e causos. Os olhos e ouvidos da NSC na Capital catarinense.

siga Leo Coelho

Mais colunistas

    Mais colunistas