nsc

publicidade

Lisandra

Cultura

20 mil crianças e jovens na Feira do Livro de Jaraguá do Sul

Compartilhe

Por Lisandra Oliveira
20/08/2019 - 10h44
Divulgação/ Para 2020 Feira do Livro de Jaraguá do Sul quer ampliar o número de agendamentos de visitas de estudantes com o uso de tecnologia
Divulgação/ Para 2020 Feira do Livro de Jaraguá do Sul quer ampliar o número de agendamentos de visitas de estudantes com o uso de tecnologia

A Feira do Livro de Jaraguá do Sul encerrou a 13ª edição com destaque para a participação das crianças e adolescentes. Com agendamentos realizados em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, cerca de 19 mil alunos da rede municipal, estadual e particular lotaram os teatros do Centro Cultural SCAR e os estandes do Galpão da Leitura.

“Para 2020 queremos chegar a 28 mil agendamentos. Para isso, estamos reformulando a forma de comunicação com os professores, implantando soluções de tecnologia para agendamento online e facilitando ainda mais o acesso à feira”, comenta o coordenador geral do evento, João Chiodini.

Durante os dias letivos, a programação tinha duas sessões de contação de história para crianças na parte da manhã e duas na parte da tarde. Os estudantes do ensino médio e ensino superior participaram de atividades diversas, como shows musicais, conversas com autores e o debate sobre Intolerância na Internet, que reuniu 700 pessoas no Grande Teatro. “Pelo tamanho dos dois teatros da SCAR, temos condições de receber quatro mil pessoas por dia para acompanhar as atrações dos palcos, com total segurança e conforto.”, completa Chiodini.

Nos dois finais de semana de feira, o público diversificado, composto por muitas famílias e grupos de amigos, circulou entre o Galpão da Leitura e os teatros. “Já estamos atingindo a segunda geração de público. Uma criança que foi na primeira feira com 10 anos, hoje já é um adulto que vem com o filho no colo, passando o gosto pela literatura como uma herança”, destaca Carlos Henrique Schroeder, coordenador artístico da feira.

Joinvilenses conquistam vitória na Bocha Paralímpica

Os atletas do CEPE/Termotécnica obtiveram bons resultados na segunda etapa do Circuito Catarinense de Bocha Paralímpica, realizada no fim de semana, em Guaramirim. A atleta Deolinda Fernandes, que está voltando de uma recente cirurgia de quadril, deu a volta por cima e obteve o terceiro lugar na Classe BC3 (atletas com maior grau de comprometimento motor).

Já o atleta Diego Machado conquistou o primeiro lugar da classe BC 1 (classe destinada apenas para atletas paralisados cerebrais, que podem jogar com as mãos ou com os pés e podem ter um auxiliar para entregar a bola). Com os resultados, os atletas continuam lutando pelo título das duas classes das quais participam. A equipe volta para os treinamentos nesta semana para se preparar para a próxima competição, o Sulbrasileiro, em setembro, em Curitiba (PR).

Deixe seu comentário:

Lisandra Oliveira

Lisandra Oliveira

Lisandra Oliveira

Lisandra mostra os bons exemplos de Joinville e região. As pessoas que se dedicam a melhorar o local onde vivem, que inspiram com ações que fazem a diferença na nossa comunidade.

lisandra.oliveira@somosnsc.com.br

publicidade

publicidade

Mais colunistas

publicidade

publicidade