Cerca de noventa e cinco agentes de alimentação e nutrição de escolas municipais de Jaraguá do Sul participaram de um workshop sobre segurança alimentar. Entre as novidades apresentadas pelos nutricionistas da Secretaria de Educação estavam alimentos sem glúten, sem ovo, sem soja, sem leite, polpa de morango congelada para preparação de sucos e vitaminas (em uso desde setembro do ano passado) e biomassa de banana verde (usada no lugar de amidos, rica em fibras).

Continua depois da publicidade

A capacitação também envolveu discussão sobre boas práticas de manipulação, alimentação especial e orientações gerais sobre alimentação saudável. A agente de alimentação da Escola integral Ribeirão Molha, Janete Bassani, contou que ama a função que exerce, principalmente por conta do carinho por parte das crianças. E que ter esse tipo de capacitação a torna mais segura ao preparar os alimentos para os alunos. “Temos três crianças intolerantes à lactose na nossa escola. Preparamos bolos, pudins e sagus com o leite sem lactose para eles. E tudo continua saboroso. A aceitação é boa”, comemora Janete.

Neste ano serão a prefeitura de Jaraguá do sul deve investir R$ 5,3 milhões na alimentação dos 21 mil alunos da rede municipal de ensino. Atualmente já são oferecidas nas refeições escolares aproximadamente 150 variedades de bebidas e alimentos.

Continua depois da publicidade

Destaques do NSC Total