Levantamento realizado pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCDL/SC) revela que 46,6% dos comerciantes entrevistados têm expectativa de aumento nas vendas para o Natal 2020, em relação ao mesmo período do ano passado. Entre os empresários ouvidos, 32,1% projetam um crescimento acima de 5%. O ticket médio está previsto em R$ 198,00.

Continua depois da publicidade

> ​Quer receber notícias de Joinville e Norte de SC por WhatsApp? Clique aqui e entre no grupo do A Notícia

> Inovações e tecnologia marcam a presença do natal nos shoppings em Joinville

A projeção de alta já incorpora as vendas durante a Black Friday, em novembro, e que são o primeiro movimento dos consumidores visando compras de Natal. O gerente da FCDL-SC, Valdemir Manoel da Silva explica as razões para o esperado crescimento dos negócios:

– Há redução da inadimplência, foram feitas renegociações de dívidas dos clientes, entraram mais recursos na praça pela via do auxílio emergencial do governo, e também já se percebe expansão de transações digitais pelo varejo local: esses fatores  explicam o otimismo. Será o Natal mais digital de todos os tempos.

Continua depois da publicidade

> Como evitar cair em golpes durante a Black Friday

Os produtos mais procurados para a grande data do varejo serão roupas e calçados (31,2%), brinquedos (20,8%), eletroeletrônicos (14,5%), chocolates (12,2%), móveis e eletrodomésticos (8,8%) e livros e itens de papelaria (3%).

Na hora do pagamento, o cartão de crédito estará na preferência de 60,5% dos clientes. O crediário aparece nas respostas de 14,8%. E completam a lista de alternativas o pagamento à vista no cartão de débito, com 14,5%, e à vista em dinheiro, com 9,7%. O levantamento foi realizado com empresas associadas que atuam no varejo em 20 cidades catarinenses com o maior potencial de consumo.

> Qual o dia certo de montar a árvore de Natal em 2020?

O presidente da FCDL/SC, Ivan Roberto Tauffer, acredita que as incertezas da economia e a insegurança que ainda preocupam devido ao ano atípico, diante da pandemia do Coronavírus, influenciarão nas vendas, mas avalia que o ritmo das atividades de diversos setores produtivos vem apresentando recuperação no Estado.

Destaques do NSC Total