nsc
    nsc

    Saúde

    Coronavírus em Joinville: 150 mil máscaras compradas da China irão atrasar

    Compartilhe

    Loetz
    Por Loetz
    15/04/2020 - 13h25 - Atualizada em: 15/04/2020 - 13h42
    foto mostra máscara em fundo preto
    Foto: Abdesslam Mirdass, Hans Lucas, AFP

    As 150 mil máscaras compradas pela Associação Empresarial de Joinville junto a fornecedores chineses não chegaram no prazo inicialmente dado, que era dia 14 de abril. Nesta data, a Medtrace Tecnologia Hospitalar, que intermedia a negociação, enviou ofício à Acij informando que não poderia cumprir com o que tinha sido combinado, devendo entregar os produtos só no dia 27 de abril. 

    No ofício, assinado pelo presidente da companhia, Gustavo Aun Navarro,  alega-se que o problema está ligado a "restrições de tráfego aéreo chinês e, também, por estarmos evitando voos que façam escalas nos Estados Unidos e União Europeia por circunstâncias suspeitas no tratamento de algumas cargas". Leia-se, retenção de mercadorias.

     Diante disso, a empresa comunica que haverá atraso "de aproximadamente 14 dias". Explica que o voo que estava marcado para o dia 10 de abril, não ocorreu devido a problemas na rota. Agora, a saída da mercadoria está prevista para o dia 19 de abril, e o tempo de trânsito está em aproximadamente oito dias, em razão "do volume de cargas no aeroporto internacional de Istambul".   

    Deixe seu comentário:

    Últimas do colunista

    Loading...

    Mais colunistas

      Mais colunistas