nsc
nsc

Pandemia

Coronavírus em SC: empresas da região Norte demitiram 73 mil e perderam R$ 1,7 bilhão em receita

Compartilhe

Loetz
Por Loetz
20/04/2020 - 14h51
Foto: Gilmar de Souza, Arquivo NSC
Foto: Gilmar de Souza, Arquivo NSC

O Sebrae de Santa Catarina divulgou nesta segunda-feira (20) a segunda edição da pesquisa que apresenta o impacto da pandemia do coronavírus na economia do Estado. Na região Norte, que inclui Joinville, Jaraguá do Sul, São Francisco do Sul e São Bento do Sul, mais de um terço dos empresários entrevistados (34,9%) demitiram ao menos dois funcionários no último mês. Na pesquisa anterior eram 17,92%.

> Em site especial, saiba tudo sobre o coronavírus

Ao todo, 73.684 pessoas perderam o emprego na região nos últimos trinta dias. Em todo o Estado, MEIs, micro e pequenas empresas e médias e grandes empresas desligaram 406 mil trabalhadores nos últimos 15 dias. Como já havia 200 mil demissões confirmadas na primeira quinzena de crise, o total já soma 606 mil desempregados.

Na região Norte - não há dados específicos sobre cidades - a queda no faturamento foi apontada por 90,9% dos entrevistados, resultando em perdas de faturamento no total de R$ 1,7 bilhão.

Entrevista: “O governo não percebeu ainda a gravidade da crise”, diz economista do Dieese-SC

Dois terços das empresas ouvidas nas cidades do Norte do Estado perderam faturamento, sendo que indústria e comércio registraram índices superiores a 90%. O que está claro é que segmentos de beleza, turismo e moda serão os mais afetados pela situação.

O Sebrae ouviu 4.348 empresários, de todas as regiões de Santa Catarina, nos dias 13 e 14 de abril. A margem de erro é de 1.5 ponto percentual para mais ou para menos.

No âmbito estadual, 34,45% dos empresários afirmaram terem feito em média duas demissões desde o dia 18 de março, quando passou a valer o primeiro decreto de isolamento social publicado pelo governo do Estado.

Levantamento feito pelo Sebrae no início de abril,mostrava que um quinto dos entrevistados - 19,48% - já haviam demitido. Em relação ao faturamento, 91% dos entrevistados apontaram uma redução média de 64,63%. O valor total de perda no universo dos micro e pequenos negócios é de cerca de R$9,4 bilhões.

Associações empresariais de SC querem adiamento das eleições municipais

O setor do agronegócio foi o menos impactado, com 69,3% dos entrevistados alegando queda média de 42% no faturamento. No setor de serviços, a queda média de 62% foi registrada por 89% dos entrevistados, na indústria a média foi de 60%, apontada por 93% dos entrevistados. Por fim o comércio, setor mais impactado, teve queda média de 68%, apontada por 94% dos empresários.

Pouco mais de um terços das micro e pequenas empresas catarinenses estão trabalhando, porém com redução de produção. E mais de um quarto (23%) seguem fechadas aguardando liberação para funcionarem, 15,1% não tiveram mudanças na operação desde o início da crise, e 1,22% fecharam as portas e não voltam mais a funcionar.

O diretor técnico do Sebrae SC, Luc Pinheiro, explica que isso significa 10 mil empresas que fecharam as portas em um mês, no Estado.

- É significativo se pensarmos que tantos empresários não tiveram outra alternativa e precisaram encerrar suas atividades em um único mês.

O diretor do Sebrae reforça ainda a importância dos parceiros em todo o Estado para a viabilização da pesquisa.

- Muitas entidades entenderam a importância dessa medição e nos ajudaram a divulgar a pesquisa.

Leia também: Coronavírus em SC: indústria desmorona e crise está no começo

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Cláudio Loetz

Colunista

Loetz

Claudio Loetz é um dos mais renomados colunistas de economia do Sul do Brasil. Com textos analíticos e informativos, é a principal fonte de informação para os interessados em negócios em Joinville e região.

siga Loetz

Mais colunistas

    Mais colunistas